Antes da estreia, Renato evita falar do Real e diz que Grêmio 'veio para ganhar'

Por Estadão Conteúdo
Lucas Uebel/Divulgação
Antes da estreia, Renato evita falar do Real e diz que Grêmio 'veio para ganhar'

Na véspera da estreia do Grêmio no Mundial de Clubes, o técnico Renato Gaúcho se recusou a comentar um eventual confronto com o Real Madrid, favorito ao título e potencial adversário do clube gaúcho na final da competição realizada nos Emirados Árabes Unidos. Nesta segunda-feira, o treinador destacou que o seu foco está no Pachuca, o rival desta terça, às 15 horas (de Brasília), em Al Ain.

"Não adianta ficar falando de Real Madrid, até porque ninguém sabe se eles estarão na final. Nós estamos preparados para fazer esta semifinal. A partir do momento que acabar este jogo, veremos o que aconteceu", afirmou o treinador gremista.

O Pachuca se classificou às semifinais do Mundial de Clubes ao superar o Wydad Casablanca por 1 a 0, em partida disputada no último sábado e definida apenas na prorrogação. O confronto teve baixo nível técnico, mas Renato garante que o time mexicano pode impor dificuldades ao Grêmio, garantindo que não se iludirá com a atuação ruim do oponente.

"Precisamos analisar o adversário não apenas por 90 minutos. Sabemos que é o jogo da vida deles, mas vai ser o das nossas vidas também", disse, garantindo que o Grêmio entrará em campo atento para não ser surpreendido. "O Pachuca é um osso duro, carne de pescoço", acrescentou.

Apesar dos elogios ao rival mexicano, Renato destacou que o Grêmio pensa alto e está nos Emirados Árabes confiante na conquista do título mundial. "O Grêmio pensou grande o ano todo, veio para ganhar, com todo respeito ao adversário", afirmou.

O Grêmio não poderá contar no Mundial com o volante Arthur, um dos destaques do time na vitoriosa campanha na Copa Libertadores e que se lesionou na partida decisiva contra o Lanús. Renato fez elogios ao jogador, mas garantiu que a sua ausência será bem suprida, citando Michel, o favorito para ficar com a vaga de titular, e também o experiente Maicon. "O Arthur tem uma qualidade muito grande na saída da bola, mas o Grêmio nunca dependeu de um jogador só", disse.

Loading...
Revisa el siguiente artículo