Hamilton descarta recorde de Schumacher e mira alcançar penta de Fangio

Por Estadão Conteúdo

O inglês Lewis Hamilton admitiu nesta sexta-feira que o recorde de sete títulos de Michael Schumacher é uma marca inalcançável para ele na Fórmula 1. Por isso, sua maior meta na categoria é alcançar os cinco troféus conquistados pelo argentino Juan Manuel Fangio, destaque da F-1 em seus primeiros anos, na década de 50.

Questionado sobre a possível motivação para chegar aos oito troféus e superar Schumacher, Hamilton disse que a chance de isso acontecer é improvável. Curiosamente, o inglês alcançou o seu tetracampeonato nesta temporada, aos 32 anos, com a mesma idade em que o alemão faturou seu quarto título.

"Não vejo isso acontecendo. Mais quatro troféus? Levei dez anos para conseguir estes quatro. Não tenho no momento o desejo de alcançar esta marca", afirmou o inglês, em evento de gala da FIA, em Paris.

Na sua avaliação, alcançar os cinco títulos de Fangio é mais provável. "Empatar com Fangio seria muito legal. E, para atingir esta meta, vou precisar ficar aqui [na F-1] por ao menos uns dois anos. Este é o meu objetivo, ao menos vou tentar alcançar isso", declarou o piloto da Mercedes, mais novo tetracampeão da F-1.

Hamilton, contudo, fez questão de afirmar que o número de títulos não deve ser a referência para se avaliar a qualidade de um piloto. "Não acho que a quantidade de títulos que tenho vai me definir como piloto. Acho que vai me definir a forma como eu trabalhei com a equipe, como pilotei os carros, como extraí o que podia de cada modelo."

Na cerimônia da FIA, nesta sexta-feira, em Paris, Hamilton vai receber oficialmente o troféu de campeão mundial de Fórmula 1 da temporada 2017.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo