São Paulo encerra contrato e busca novo fornecedor de material esportivo para 2018

Por Estadão Conteúdo
Friedemann Vogel/Getty Images
São Paulo encerra contrato e busca novo fornecedor de material esportivo para 2018

O São Paulo e a Under Armour, empresa que fornece material esportivo ao clube tricolor desde 2015, chegaram a um acordo e encerraram o contrato que iria até 2019. A marca pagou a multa proporcional aos dois anos e dois meses restantes de contrato e o time negocia para iniciar 2018 já com um novo fornecedor.

O acordo do término de contrato com a marca permite que o time de Dorival Junior utilize os uniformes da Under Armour até junho de 2018, de acordo com o diretor executivo financeiro do São Paulo, Elias Barquete Albarello.

"Queremos encaminhar até o fim do ano um novo fornecedor de material esportivo. Estamos recebendo propostas e já conversamos com as principais empresas de material esportivo que estão no mercado", explicou o dirigente, ao Estado. "O que se procura hoje é um fornecedor que também participe ativamente da busca até de patrocínios, além de fornecer o uniforme, ativar algo diferente. Aqui, isso não aconteceu. Tínhamos uma loja aqui (no Morumbi), mas não está aberta."

As partes discutiam um acordo desde maio, quando a empresa comunicou o clube de sua intenção de abreviar o contrato. Um dos argumentos seria o baixo retorno em venda de camisas no Brasil, impulsionado pela situação financeira do País.

O contrato com a Under Armour sempre foi visto como um bom negócio para o São Paulo, que recebia R$ 15 milhões anuais em dinheiro, mais um valor perto disso em materiais esportivos. Sem a Under Armour, Penalty, Nike, Topper e Kappa são empresas citadas como possíveis novas fornecedoras do uniforme do São Paulo.

Procurada pelo jornal "O Estado de S. Paulo", a Under Armour disse que não comenta assuntos contratuais ou qualquer eventual negociação.

Loading...
Revisa el siguiente artículo