Destaques, surpresas, decepções: o resumo do Brasileirão

Por Portal da Band
Carille e Cássio seguram a taça do - Levi Bianco/Brazil Photo Press
Destaques, surpresas, decepções: o resumo do Brasileirão

Ponto final para o Campeonato Brasileiro de 2017. O torneio marcado pelo heptacampeonato do Corinthians teve uma rodada decisiva agitada, com disputa intensa pelas vagas na Libertadores e também contra o rebaixamento. Agora é hora de fazer um balanço e analisar os destaques, as supresas e as decepções da principal competição do país. Veja abaixo a lista preparada pelo Portal da Band:

Melhor técnico – Fábio Carille

Carille Luis Moura/WPP/Folhapress

Em seu primeiro ano como treinador, Fábio Carille surpreendeu a todos a levou o Corinthians ao heptacampeonato do Brasileirão. Embalado pelo título do Paulistão no primeiro semestre, ele liderou o time em uma campanha histórica no primeiro turno e conseguiu segurar a vantagem mesmo após um período de turbulência na reta final.

Melhor jogador – Jô

Jo Corinthians Adriano Vizoni/Folhapress

Contratado no fim do ano passado sob desconfiança, o atacante deu a volta por cima e brilhou no Brasileirão. Com 18 gols, ele foi o artilheiro do torneio ao lado de Henrique Dourado, do Fluminense. Esta foi a primeira vez que o Corinthians terminou o campeonato com o maior goleador. Jô garantiu várias vitórias fundamentais na campanha alvinegra e também ganhou o apelidos de "Rei dos Clássicos".

Revelação – Arthur

Arthur Gremio Jeferson Rotini /Fotoarena/Folhapress

Cria da base do Grêmio, Arthur fecha o ano em alta. Mesmo com o Tricolor ‘abandonando’ o Brasileirão, o volante de 21 anos teve grandes atuações e apareceu como principal revelação da competição. Ele ainda foi eleito o melhor jogador da final da Copa Libertadores e também já marcou presença na lista de Tite na Seleção Brasileira.

Decepção – Atlético-MG

Robinho brilhou no fim de semana no Gigante da Pampulha | bruno cantini/atlético Bruno Cantini/Atlético

Com um dos maiores orçamentos do país, o Atlético-MG foi muito mal no Brasileiro e não conseguiu nem garantir uma vaga no espaçoso G8. A equipe ainda pode se classificar para a Libertadores com uma ‘mãozinha’ do Flamengo, que vai disputar a decisão da Sul-Americana. O time recheado de estrelas como Fred, Robinho e Elias decepcionou várias vezes em casa e nunca brigou pelas primeiras posições.

Surpresa – Vasco

Vasco x Ponte Preta Clever Felix/Brazil Photo Press/Folhapress

De volta à Série A neste ano, o Vasco foi uma das surpresas do Brasileirão. Enquanto muitos apostavam em uma nova briga contra o rebaixamento, o Gigante da Colina cresceu sob o comando de Zé Ricardo e terminou a competição no 7º lugar, garantindo uma vaga na pré-Liberadores do ano que vem. A equipe pode até ir direto para a fase de grupos se o rival Flamengo ganhar a Copa Sul-Americana. Vale a torcida?

Pior contratação – Conca

Conca Divulgação/Flamengo

Alguém sabe do Conca? Contratado em janeiro ainda machucado, o argentino praticamente não vestiu a camisa do Flamengo na temporada e terminou o ano como a pior contratação do futebol brasileiro. Com salário na casa dos R$ 400 mil, ele esteve em campo por apenas 27 minutos.

Melhor contratação – Hernanes

hernanes Marcello Zambrana/Agif/Folhapress

Se Conca quase não jogou, Hernanes brilhou e foi fundamental para salvar o São Paulo na luta contra a degola. Contratado com a competição em andamento, o meia que estava no futebol chinês não ligou para a velha história da adaptação e liderou o Tricolor na arrancada do segundo turno.

Loading...
Revisa el siguiente artículo