Presidente do Fluminense e filho de Eurico Miranda são alvos de condução coercitiva

Por Estadão Conteúdo
Presidente do Fluminense, Pedro Abad - Celso Barbosa/Codigo19/Folhapress
Presidente do Fluminense e filho de Eurico Miranda são alvos de condução coercitiva

O presidente do Fluminense, Pedro Abad, e o vice de futebol do Vasco, Eurico Brandão, foram alvos de uma condução coercitiva nesta sexta-feira, em meio à ação de policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), em conjunto com o Ministério Público e com o Juizado Especial do Torcedor. A operação prendeu líderes de torcidas organizadas de times de futebol do Rio de Janeiro nesta manhã.

O dirigente vascaíno, filho do presidente Eurico Miranda, foi o primeiro a comparecer na Cidade da Polícia, no Jacaré, Zona Norte do Rio de Janeiro, para prestar depoimento. Ele esteve no local às 10h20. As autoridades demoraram mais para localizar o presidente do Flu, mas Pedro Abad também compareceu ao local.

Na mesma operação, a polícia prendeu Manuel de Oliveira Menezes (presidente da Young Flu), Luiz Carlos Torres Júnior, o Fila (vice-presidente da Young Flu) e Ricardo Alexandre Alves, o Pará (presidente da Força Flu).

A polícia também cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do vice-presidente de Estádios do Botafogo, Anderson Simões.

Segundo a polícia, investigações identificaram uma relação promíscua entre clubes e torcidas organizadas. Líderes das torcidas recebiam ingressos, que eram repassados para cambistas e vendidos em seguida.

Loading...
Revisa el siguiente artículo