Vasco vence o Cruzeiro no Mineirão e dorme no G-7

Por Estadão Conteúdo
Zagueiro Paulão definiu a vitória vascaína fora de casa (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)
Vasco vence o Cruzeiro no Mineirão e dorme no G-7

Com grande atuação do goleiro Martín Silva, o Vasco conseguiu entrar na zona de classificação para a Copa Libertadores ao derrotar o Cruzeiro por 1 a 0, na tarde deste domingo, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

A vitória levou o time carioca aos 53 pontos, um na frente do Botafogo, que encerra a rodada nesta segunda-feira contra o Palmeiras, em São Paulo. O Cruzeiro estacionou nos 56 pontos, mas já tem vaga na Libertadores garantida por ter sido campeão da Copa do Brasil nesta temporada.

Confira a classificação aqui

Os dois times encerram o Brasileirão no próximo domingo, às 17 horas. O Vasco recebe a Ponte Preta, em São Januário, enquanto o Cruzeiro encara o Botafogo, no estádio Nilton Santos, o Engenhão, em dois confrontos na capital carioca.

O Cruzeiro entrou em campo com uma formação leve, com quatro meias e nenhum especialista no ataque. A troca de passes rápidos e as constantes trocas de posições pareceu que daria certo. Logo aos 13 minutos, Robinho tabelou com Arrascaeta, escalado para ser o jogador mais avançado, e finalizou sem deixar a bola cair, tirando tinta da trave. O tempo foi passando, o Vasco conseguiu encaixar a marcação e abriu o placar aos 20 minutos.

Em cobrança de escanteio de Nenê, Paulão subiu alto para antecipar Rafael e desviar de cabeça para o fundo das redes.

Os donos da casa sentiram o gol, passaram a errar passes em demasia e ficaram distantes da meta defendida por Martín Silva. O Cruzeiro voltou a ser perigoso apenas no final da primeira etapa, na qual adiantou a marcação.

Antes do intervalo, o time mineiro teve duas boas chances de marcar. Primeiro, Arrascaeta recebeu de Rafinha e finalizou cruzado. A bola ultrapassou Martin Silva, mas Henrique cortou em cima da linha. Já aos 40 minutos, Thiago Neves recebeu lançamento por cima da marcação e deu um toque por cima do goleiro cruzmaltino. A bola, no entanto, ganhou muita força e saiu pela linha de fundo.

O Vasco voltou para o segundo tempo com Jean na vaga de Evander para segurar o adversário. A estratégia deu resultado, já que o Cruzeiro não conseguia transformar a superioridade no campo de ataque em chances claras de gol. Numa das poucas oportunidades criadas, Rafinha saiu costurando no meio da defesa, invadiu a área e tocou para Arrascaeta. O meia tentou de primeira, mas Martín Silva caiu bem e fez a defesa com os pés.

A resposta do Vasco veio em contra-ataque. Andrés Rios encontrou Yago Pikachu livre dentro da área. O meia finalizou mal e Lucas Romero salvou em cima da linha. No rebote, Matheus Vital tentou, mas pegou errado na bola e facilitou para Rafael.

Na base do desespero, o Cruzeiro parou novamente em Martín Silva Desta vez, após bola levantada para a área, Henrique pegou a sobra e o camisa 1 defendeu à queima-roupa.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 0 X 1 VASCO

CRUZEIRO – Rafael; Lucas Romero, Léo, Digão e Bryan; Lucas Silva (Alisson), Henrique, Robinho (Judivan), Thiago Neves e Rafinha; Arrascaeta. Técnico: Mano Menezes.

VASCO – Martín Silva; Madson, Paulão, Anderson Martins e Henrique; Wellington, Evander (Jean), Yago Pikachu e Nenê (Matheus Vital); Paulinho (Wagner) e Andrés Rios. Técnico: Zé Ricardo.

GOL – Paulão, aos 20 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Raphael Claus (SP).

CARTÕES AMARELOS – Bryan, Digão e Thiago Neves (Cruzeiro); Henrique e Wellington (Vasco).

RENDA – R$ 256.355,00.

PÚBLICO – 12. 212 pagantes (14.930 total).

LOCAL – Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Loading...
Revisa el siguiente artículo