Muralha comete falhas, Santos bate Flamengo e está na fase de grupos da Libertadores

Por Estadão Conteúdo
Muralha falhou nos gols do Santos - Ide Gomes / FramePhoto/Folhapress
Muralha comete falhas, Santos bate Flamengo e está na fase de grupos da Libertadores

Contando com duas falhas do goleiro Alex Muralha, o Santos venceu o Flamengo por 2 a 1, de virada, neste domingo à noite, no estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro, e assegurou classificação direta à fase de grupos da Copa Libertadores. O resultado levou a equipe santista aos 62 pontos e à terceira posição do Campeonato Brasileiro, dois à frente do Palmeiras, que poderá voltar a ultrapassar o time alvinegro nesta segunda-feira em casa de triunfo sobre o Botafogo, nesta segunda-feira, em São Paulo, no fechamento da penúltima rodada da competição.

Confira a classificação aqui

Já o Flamengo estacionou na sexta posição e viu o rival Vasco empatar em pontos na tabela (53), assim como ainda pode ser ultrapassado na rodada pelo Botafogo, que tem 52. Desta forma, a vaga na fase preliminar da Libertadores por meio do Brasileirão segue em risco para a equipe rubro-negra.

No duelo deste domingo, o Flamengo abriu o placar logo aos 6 minutos por intermédio do meia Lucas Paquetá. O jogador pegou rebote da zaga santista para fazer o primeiro gol do jogo. Mas a torcida do time rubro-negro teve pouco tempo para comemorar.

Aos 10 minutos, Rafael Vaz recuou para Alex Muralha, que tentou driblar o atacante Ricardo Oliveira. O goleiro perdeu a bola para o centroavante, que rolou para Bruno Henrique empatar o jogo.

O erro fez muitos torcedores nas arquibancadas do estádio Luso-Brasileiro vaiarem Muralha, já marcado por inúmeras falhas ao longo da temporada – a última delas no lance que originou o gol do Junior Barranquilla na primeira partida da semifinal da Copa Sul-Americana, no Maracanã, vencida pelo Flamengo por 2 a 1, de virada, quinta passada.

No segundo tempo, o Flamengo tentou abafar o time santista com uma pressão em seu campo para voltar a liderar o marcador. Aos 6 minutos, Felipe Vizeu cruzou da esquerda, Diego fez o pivô e tocou para Éverton Ribeiro, que bateu de canhota para grande defesa de Vanderlei.

Mais tarde, o zagueiro Rafael Vaz, que já havia recuado para Muralha no lance que rendeu o empate santista, mandou contra a própria trave ao tentar cortar um cruzamento da direita do ataque adversário.

E, aos 28 minutos, Alex Muralha voltou a falhar e proporcionou a virada da equipe santista. O atacante Arthur Gomes, que havia entrado no lugar de Copete na etapa final, pegou a bola na esquerda, cortou para dentro e bateu rasteiro. Muralha caiu para a defesa, mas falhou novamente.

O Flamengo voltou a pressionar e quase empatou com Paquetá, que soltou uma bomba na pequena área, mas isolou a bola. Mesmo que entrasse, o gol não valeria, pois a arbitragem assinalou impedimento do ataque flamenguista.

Aos 36 minutos, Lincoln – que havia acabado de entrar no lugar de Felipe Vizeu – pegou a bola na entrada da área, se livrou da zaga e bateu firme para o gol, mas Vanderlei fez ótima defesa. Depois, o árbitro da partida impugnou a continuação do lance. O Flamengo ainda tentou de forma desesperada chegar ao empate, mas a equipe santista controlou bem o ímpeto do adversário e garantiu a vitória.

No domingo que vem, o Flamengo enfrentará o Vitória, no Barradão, em Salvador, na luta para se garantir na fase preliminar da Libertadores. No entanto, o time adversário ainda luta para escapar do rebaixamento e deverá oferecer muitas dificuldades à equipe carioca.

Já o Santos receberá o Avaí, na Vila Belmiro. A equipe catarinense também briga para se manter na elite do futebol brasileiro e precisa da vitória para conquistar esse objetivo, pois está entre os quatro clubes que hoje cairiam para a Série B

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 1 X 2 SANTOS

FLAMENGO – Alex Muralha; Rodinei, Réver, Rafael Vaz e Renê; Cuéllar, Wilian Arão (Vinícius Júnior), Diego (Geuvânio), Éverton Ribeiro e Lucas Paquetá; Felipe Vizeu (Lincoln). Técnico: Reinado Rueda.

SANTOS – Vanderlei; Victor Ferraz, Fabián Noguera, Luiz Felipe e Jean Mota; Alison, Renato e Emiliano Vecchio (Kayke); Bruno Henrique (Matheus Jesus), Ricardo Oliveira e Jonathan Copete (Arthur Gomes). Técnico: Elano.

GOLS – Lucas Paquetá, aos 6 minutos, e Bruno Henrique, aos 10 minutos do primeiro tempo; Arthur Gomes, aos 28 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Diego e Felipe Vizeu (Flamengo); Matheus Oliveira, Jean Mota e Alison (Santos).

ÁRBITRO – Bráulio da Silva Machado (SC).

RENDA – R$ 288.083,00.

PÚBLICO – 13.798 pagantes (15.456 no total).

LOCAL – Estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ).

Loading...
Revisa el siguiente artículo