Ginasta diz ter sido abusada por médico da equipe dos EUA

Por Estadão Conteúdo
Alex Livesey/Getty Images
Ginasta diz ter sido abusada por médico da equipe dos EUA

Dona de três medalhas de ouro olímpicas, a ginasta Gabby Douglas revelou nesta terça-feira que também foi abusada sexualmente pelo ex-médico da equipe dos Estados Unidos de ginástica, Larry Nassar. Trata-se da terceira atleta a acusar de abuso o médico, que já foi condenado pela Justiça.

Douglas fez a revelação nas redes sociais ao se desculpar por comentários feitos anteriormente. Ela havia sido criticada por afirmar que as mulheres deveriam usar roupas menos provocativas para evitar abusos. E, ao se retratar sobre o post, ela revelou também ter sido vítima de Larry Nassar.

"Seria como dizer que, só porque usávamos roupas de ginástica, era nossa culpa ser abusada por Larry Nassar", declarou Gabby Douglas. "Eu não entendi meus comentários como colocar a culpa nas mulheres porque não importa o que você vista, isso nunca dá o direito a ninguém de abusar de você."

A ginasta de 21 anos disse que não havia feito a revelação anteriormente porque "foi condicionada a ficar em silêncio". "Eu não tornei públicas as minhas experiências, como fizeram outras colegas, porque durante anos nós fomos condicionadas a ficar em silêncio e, honestamente, algumas coisas são extremamente dolorosas."

Douglas é a terceira ginasta da forte equipe dos Estados Unidos, campeã olímpica por equipes nos Jogos de Londres-2012, a revelar caso de abuso sexual por parte do médico. Antes dela, fizeram a denúncia Aly Raisman e McKayla Maroney.

Larry Nassar, de 54 anos, sofreu outras quatro acusações de abuso sexual. Ele já se declarou culpado por conta das denúncias e pode pegar 25 anos de prisão. O médico atuou com atletas da ginástica por mais de duas décadas na equipe americana e também na Michigan State University. Ele foi demitido do time dos EUA em 2015 devido às acusações.

Loading...
Revisa el siguiente artículo