Barça empata com a Juventus, garante ponta e vai às oitavas da Liga

Por Estadão Conteúdo
Barcelona e Juventus não saíram do zero - Massimo Pinca/Reuters
Barça empata com a Juventus, garante ponta e vai às oitavas da Liga

Em um jogo de poucas emoções em Turim, o Barcelona segurou um empate por 0 a 0 com a Juventus, nesta quarta-feira, e garantiu classificação às oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa com uma rodada de antecipação. O resultado deixou a equipe espanhola com 11 pontos e também já com a liderança do Grupo D assegurada até o fim desta fase, enquanto o time italiano seguiu na vice-liderança, com oito pontos, e jogará para confirmar a sua ida às oitavas na rodada derradeira desta chave.

O Barça não pode mais perder o topo do Grupo D pelo fato de que o primeiro critério de desempate da Liga dos Campeões é o confronto direto, sendo que a Juventus foi batida por 3 a 0 pelo time de Lionel Messi em sua estreia nesta edição da competição continental.

Assim, agora restará apenas a definição do segundo colocado desta chave na rodada final, marcada para o próximo dia 5 de dezembro, quando o Barcelona receberá o Sporting no Camp Nou e a Juventus terá pela frente o Olympiacos, na Grécia.

Surpreendentemente, o Barcelona foi a campo nesta quarta sem Messi entre os titulares. O astro argentino só foi ser utilizado pelo técnico Ernesto Valverde a partir dos 10 minutos do segundo tempo, quando substituiu Deulofeu, que inicialmente herdou a vaga aberta pelo atacante entre os 11 que começaram o duelo pelo time espanhol.

Sem o seu principal astro, o Barça sofreu para criar jogadas, mas por outro lado não sofreu muito na parte defensiva. Os maiores sustos à equipe visitante nesta primeira etapa aconteceram em finalizações do argentino Dybala, sendo que uma delas exigiu boa defesa de Ter Stegen e outra passou muito perto da meta do goleiro alemão.

Pelo lado do Barça, Rakitic chegou a acertar a trave em uma cobrança de falta na qual o brasileiro Paulinho desperdiçou oportunidade de empatar com uma cabeçada no rebote. O volante ainda seria punido com um cartão amarelo por tentar simular um pênalti.

A etapa final, ainda mais truncada do que a primeira, teve um Barcelona com menos pressa em campo e sabendo que o empate já lhe garantiria a classificação e o topo da chave. Já a Juventus, em busca do triunfo que também lhe daria a vaga antecipada, só conseguiu chegar com mais perigo ao gol de Ter Stegen nos últimos dez minutos, com Douglas Costa quase abrindo o placar em forte finalização e depois com Dybala exigindo uma ótima defesa de Ter Stegen em chute que foi no cantinho baixo do goleiro.

Messi, com pouco tempo para mostrar serviço, só apareceu com algum destaque em uma cobrança de falta que passou perto da trave do goleiro Buffon, aos 18 minutos. Mas a atuação discreta do astro não fez diferença, pois o Barça assegurou seu avanço às oitavas de final como líder do Grupo D.

Em Portugal

No outro duelo desta penúltima rodada do Grupo D da Liga dos Campeões, o Sporting soube aproveitar o fator campo com tranquilidade ao bater o Olympiacos por 3 a 1, em Lisboa, e chegar aos sete pontos na terceira posição.

Os dois primeiros gols do triunfo da equipe portuguesa foram marcados no primeiro tempo. O atacante holandês Bas Dost abriu o placar aos 40 minutos e, pouco depois, aos 43, o meia brasileiro Bruno César ampliou ao roubar a bola de um defensor na saída de bola adversária e finalizar para fazer 2 a 0.

Na etapa final, Bas Dost marcou mais uma vez e praticamente matou o jogo para o Sporting, que assim se manteve vivo na luta pela classificação às oitavas de final. Já o Olympiacos, que tem apenas um ponto e descontou com um gol de Vadis Odjidja-Ofoe, está eliminado e também não tem mais chances de terminar em terceiro lugar, o que lhe garantiria um posto na continuidade desta edição da Liga Europa.

Atlético de Madrid bate Roma e segue na briga pelas oitavas da Liga dos Campeões

O Atlético de Madrid manteve-se vivo na disputa da classificação para as oitavas de final da Liga dos Campeões nesta quarta-feira. Diante de sua torcida e com a corda no pescoço, a equipe derrotou a Roma por 2 a 0, na Espanha, e levou a decisão da segunda vaga do Grupo C na próxima fase para a última rodada.

O único já classificado é o Chelsea, que goleou mais cedo o Qarabag, por 4 a 0, e chegou a 10 pontos, na liderança da chave. Na segunda colocação, aparece agora a Roma, que tem oito. O Atlético é o terceiro, com seis, enquanto o Qarabag já assegurou a lanterna, com apenas dois.

Mesmo ainda vivo, o Atlético depende de um "milagre" para ir às oitavas. Será necessário vencer o Chelsea na Inglaterra, no dia 5 de dezembro, e torcer para que a Roma não passe pelo frágil Qarabag, em casa, no mesmo dia. Somente assim, os espanhóis ultrapassariam os italianos e ficariam com a segunda vaga.

Mas se a chance é pequena, seria inexistente se o Atlético não vencesse nesta quarta. Por isso, o time espanhol foi para cima, ocupou o campo da Roma, só que parou na forte retranca do adversário e pouco criou na etapa inicial.

No segundo tempo, a Roma passou a sair em contra-ataques e chegou a acertar a trave aos 19 minutos, com Nainggolan. Mas a resposta do Atlético foi fatal. Aos 23 minutos, Ángel Correa recebeu lançamento longo e conseguiu colocar a bola na área. Griezmann emendou de voleio, de primeira, para marcar um golaço

A Roma, então, tentou sair em busca do empate, mas foi prejudicada pela expulsão de Bruno Peres aos 37 minutos, por entrada dura em Filipe Luis. Com um a mais, o Atlético aproveitou os espaços para matar o jogo dois minutos depois. Griezmann deu ótima enfiada para Gameiro, que driblou Alisson e finalizou para a rede.

Basel impede vaga antecipada do Manchester United

Há seis anos, o Basel fazia história ao derrotar o Manchester United por 2 a 1, na última rodada da fase de grupos, e classificar às oitavas de final da edição 2011/2012, além de eliminar os ingleses de forma precoce da competição. Nesta quarta-feira, no mesmo estádio St. James-Park, na cidade da Basileia, o time da Suíça repetiu o feito ao ganhar por 1 a 0, com um gol no final, e segue vivo na atual edição do torneio europeu. Para sorte do clube de Manchester, a situação é bem mais tranquila desta vez e a vaga tem tudo para ser conquistada na última rodada do Grupo A.

Com 12 pontos, o Manchester United segue na liderança isolada da chave. O Basel precisava da vitória, já que mais cedo o CSKA Moscou havia derrotado o lanterna e eliminado Benfica por 2 a 0, em Moscou, e chegado a nove pontos. Os suíços se igualaram ao russos, assumindo o segundo lugar no critério de desempate que é o confronto direto, e impediram matematicamente a classificação antecipada do clube inglês.

No entanto, somente um desastre eliminará o Manchester United da Liga dos Campeões. Na sexta e última rodada, marcada para 5 de dezembro, o time inglês, que estava com 100% de aproveitamento até então, encara em casa o CSKA Moscou e o Basel joga em Portugal contra o Benfica. A queda da equipe comandada pelo técnico português José Mourinho só acontecerá ser for goleada por sete ou mais gols de diferença, aliada a uma vitória dos suíços.

Em campo, como fez em todas as partidas, o Manchester United não se importou em jogar fora de casa e pressionou o Basel. Só no primeiro tempo, o clube inglês mandou duas bolas na trave – uma com o atacante belga Fellaini e outra com o lateral-esquerdo argentino Rojo – e viu a defesa suíça salvar uma bola em cima da linha.

Não fez o gol e depois do intervalo começou a sofrer com a pressão do Basel, que precisava da vitória. Alguns chutes de longa distância incomodaram o goleiro argentino Sergio Romero e nem mesmo as entradas dos atacantes Rashford e Ibrahimovic – o sueco entrou aos 28 minutos – ajudaram a aliviar a defesa inglesa. No final, aos 44, ela foi vazada – Petretta bateu rasteiro pelo lado esquerdo e encontrou Michael Lang na segunda trave, que só empurrou para as redes.

Loading...
Revisa el siguiente artículo