Irritado com Lucas Lima, Elano diz que falará com meia após provocação à torcida

Por Estadão Conteúdo
Ivan Storti/Santos FC
Irritado com Lucas Lima, Elano diz que falará com meia após provocação à torcida

O técnico Elano não escondeu a sua decepção com Lucas Lima e com o seu time após a derrota por 2 a 1 para o Vasco, sofrida na noite da última quarta-feira, na Vila Belmiro, onde o meio-campista voltou a entrar em conflito com os torcedores do Santos. O jogador acabou provocando a ira da torcida ao fazer um gesto polêmico após dar o belo passe que resultou no gol de Ricardo Oliveira no segundo tempo, então quando a sua equipe abriu o placar do confronto, antes de o rival carioca conquistar uma surpreendente virada.

Após o lance do gol santista, Lucas Lima olhou para um dos setores do estádio e levou a mão ao ouvido em sinal de resposta às críticas e vaias que vinha recebendo de torcedores insatisfeitos com o seu futebol e também com a atual situação do atleta, que segue sem responder à proposta feita pela diretoria do clube para renovação de seu contrato, com vencimento em dezembro.

Com o rival Palmeiras apontado como um possível destino para a continuidade de sua carreira, o meio-campista foi alvo da fúria de vários torcedores após a derrota para o Vasco. Xingado por santistas, ele evitou dar entrevistas na saída do gramado logo após o término do duelo e desgastou ainda mais a sua complicada relação com o time atualmente.

Ao ser questionado sobre a situação do meio-campista, Elano evitou criticá-lo, mas informou que falará internamente com o atleta e também com outros nomes da equipe nesta quinta-feira, quando o elenco se reapresentará na próxima tarde visando o início da preparação para a partida contra a Chapecoense, na próxima segunda-feira, em Chapecó, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Eu queria poder falar tudo que eu acho (sobre Lucas Lima), mas por questão ética e respeito aos atletas, eu converso particularmente com eles e falo o que eu acho diretamente", afirmou Elano, em entrevista coletiva, na qual em seguida foi enigmático ao falar sobre o momento conturbado vivido pelo meio-campista.

"Eu tive uma conversa (com o Lucas Lima) e ele deixou aberto que pudesse contar com ele. Não posso direcionar só para ele, todos os jogadores tem sua parcela de responsabilidade pela vitória e pela derrota. Não posso direcionar só para o Lucas Lima, mas amanhã (quinta-feira), na reapresentação do elenco, terei a minha conversa não só com ele, mas com outros atletas para colocar o ponto do que achei do jogo de hoje (quarta)", completou o comandante.

NOITE TRISTE – Elano ainda afirmou que entende a revolta dos torcedores do Santos e evitou criticar até as cusparadas que foram disparadas em direção ao campo por parte de algumas pessoas nas arquibancadas. "Foi uma noite muito triste, o torcedor vai para a casa muito chateado. Não posso condenar os torcedores do Santos. Nunca fui só elogiado, também fui criticado quando jogava. Mas tenho certeza de que quem fez isso (cuspiu nos atletas) é minoria", ressaltou.

Com a derrota para o Vasco, o Santos ficou na terceira posição do Brasileirão e viu a desvantagem para o líder Corinthians subir para nove pontos. Os corintianos dispararam na frente novamente ao vencerem o Atlético-PR por 1 a 0, também na noite desta quarta-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Loading...
Revisa el siguiente artículo