Grêmio vence e segue na briga pelo título; derrota complica a Ponte

Por Metro Jornal e Estadão Conteúdo
Ramiro marcou o gol do Grêmio - Marcello Zambrana/AGIF/Folhapress
Grêmio vence e segue na briga pelo título; derrota complica a Ponte

Jogando com time reserva, o Grêmio venceu a Ponte Preta por 1 a 0, nesta quarta-feira, em Campinas e segue firme na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Tricolor Gaúcho chegou a 57 pontos, oito atrás do líder Corinthians. Já a equipe campineira, com 35 pontos, segue na zona de rebaixamento.

Confira a classificação aqui

O goleiro titular Marcelo Grohe fez a diferença, praticando grandes defesas no segundo tempo. A Ponte Preta foi valente, mesmo porque atuou desde os 17 minutos com um jogador a menos pela expulsão de Fernando Bob. Mas, ao contrário do que aconteceu na vitória sobre o Corinthians, quando venceu por 1 a 0, desta vez a sorte não estava do seu lado.

O jogo começou a ser desenhado antes de seu início. O técnico Renato Gaúcho confirmou o esperado e escalou o time quase que totalmente reserva, inclusive deixando o meia Fernandinho no banco de reservas. E com três homens de marcação: Jailson, Michel e Cristian. O objetivo era claro: poupar seus principais jogadores para a decisão da Copa Libertadores e deixar Campinas sem perder para ficar entre os quatro primeiros colocados.

Do lado da Ponte Preta, apoiado por sua torcida, a orientação do técnico Eduardo Baptista era forçar a marcação, diminuir os espaços do adversários e tentar o gol. Até assustou no primeiro minuto, quando Emerson cruzou e Naldo bateu desequilibrado para a defesa de Marcelo Grohe. Jael deu susto aos 14 para o Grêmio. Após escanteio ele subiu e cabeceou para o chão, mas a bola passou por cima do travessão.

Mas logo toda estratégia do time paulista caiu por terra. Aos 17 minutos, mesmo no campo ofensivo, o experiente Fernando Bob deu um estourão e deixou a sola nas costas da Ramiro. Recebeu o cartão vermelho direto por imprudência. E deixou o campo vaiado por sua irresponsabilidade. Emerson Sheik recuou e a Ponte Preta manteve as suas duas linhas de quatro, deixando apenas Lucca no ataque.

O Grêmio, porém, não foi para cima para tirar proveito de sua vantagem numérica. Manteve seu ritmo de toque de bola para chegar ao ataque com consciência. Mas errava passes, talvez, pela falta de entrosamento. E ainda levou uma bola na trave aos 44 minutos. Danilo Barcelos cobrou escanteio fechado e Léo Moura, que cobria a trave, achou que a bola iria fora. Deu golpe de vista errado. Mas ela bateu no poste e saiu.

O segundo tempo começou quente. Aos dois minutos, Lucca cruzou fechado e Marcelo Grohe salvou em cima da linha. Na sobra, com a pequena área congestionada, Elton chutou e o goleiro espalmou, em uma grande defesa. O Grêmio foi mortal. Jael vislumbrou Léo Moura pelo lado direito e o lateral fez o cruzamento perfeito para a segunda trave. Ramiro ganhou na dividida com Emerson e tocou de cabeça para as redes aos seis minutos.

Depois de alguns minutos de instabilidade, a Ponte Preta foi para cima, mas Marcelo Grohe se tornou o melhor em campo. Aos 27 minutos, Rodrigo cobrou falta com força e o goleiro mandou para escanteio. No minuto seguinte, Lucca arriscou cruzado e Grohe rebateu. Na sobra, Emerson Sheik tentou o chute e reclamou um possível toque de braço do marcador. Seria pênalti, mas não foi marcado.

As chances continuaram saindo do lado campineiro. Aos 29 minutos, Léo Gamalho, que tinha acabado de entrar, cabeceou de cima para baixo e o goleiro gremista espalmou por cima. Aos 31 foi a vez de Rodrigo desviar de cabeça o escanteio e Marcelo Grohe defendeu de novo. Mas a chance de ouro para empatar ainda estava por vir. Emerson Sheik lançou Lucca e seu marcador, Marcelo Oliveira, caiu. Lucca avançou e fez o passe do outro lado para Léo Gamalho, que, desequilibrado, tocou devagar e deu tempo para Bressan salvar quase em cima da linha.

Como já tinha perdido Beto da Silva machucado, Renato Gaúcho não pode tirar Marcelo Oliveira, que sentiu dores na perna. Por fim, a Ponte Preta teve mais uma chance, em um desvio de cabeça de Luan aos 43 minutos. Mas para fora. Não era uma boa noite pontepretana.

Neste final de semana, pela 34.ª rodada, no domingo, a Ponte Preta vai enfrentar o Coritiba, às 19 horas, no estádio Couto Pereira, em Curitiba. O Grêmio vai receber o Vitória, no mesmo dia, mas a partir das 17 horas, em Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 0 x 1 GRÊMIO

PONTE PRETA – Aranha; Emerson, Yago, Rodrigo e Jeferson (Felipe Saraiva); Fernando Bob, Elton (Léo Gamalho), Naldo (Léo Artur) e Danilo Barcelos; Emerson Sheik e Lucca. Técnico: Eduardo Baptista.

GRÊMIO – Marcelo Grohe; Léo Moura, Rafael Thyere, Bressan e Marcelo Oliveira; Jailson (Fernandinho), Michel, Cristian, Ramiro e Everton; Jael (Beto da Silva e Leonardo). Técnico: Renato Gaúcho.

GOL – Ramiro, aos 6 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Lucca, Rodrigo, Danilo Barcelos e Elton (Ponte Preta); Bressan, Fernandinho e Marcelo Oliveira (Grêmio)

CARTÃO VERMELHO – Fernando Bob (Ponte Preta).

ÁRBITRO – Sandro Meira Ricci (Fifa/SC).

RENDA – R$ 55.930,00.

PÚBLICO – 5.679 pagantes (6.226 no total).

LOCAL – Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Loading...
Revisa el siguiente artículo