Fluminense vira sobre o Botafogo e se distancia da zona do rebaixamento

Por Metro Jornal e Estadão Conteúdo
Nelson Perez/Fluminense
Fluminense vira sobre o Botafogo e se distancia da zona do rebaixamento

De virada, o Fluminense bateu o Botafogo por 2 a 1, neste sábado, no Engenhão e voltou a respirar no Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a primeira vitória em três jogos, o Tricolor Carioca chegou a 42 pontos e abriu sete de vantagem para a Ponte Preta, a equipe melhor classificada dentro da zona de rebaixamento. Já o Alvinegro, ficou nos mesmos 48 pontos, mas manteve a sétima colocação.

A última vitória do Fluminense em clássicos fora em 22 de abril, quando superou o Vasco por 3 a 0, na semifinal do Campeonato Carioca. Depois foram três empates e seis derrotas.

O Botafogo iniciou com um ritmo intenso e conseguiu abrir o placar logo a um minuto em falha adversária. O zagueiro Renato Chaves errou na saída de bola e foi desarmado pelo atacante Rodrigo Pimpão. Ele avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para o meia Marcos Vinícius, sozinho na área, só desviar.

O gol deu mais tranquilidade ao time botafoguense, que diminuiu o ritmo e passou a controlar a partida. O Fluminense até teve mais posse de bola, mas sem objetividade. O Botafogo fechou-se e buscou os contra-ataques. O segundo gol poderia ter acontecido aos 18 minutos. O volante Matheus Fernandes recebeu passe do atacante Brenner e, da entrada da área, chutou para fora.

Na segunda etapa, o cenário do jogo mudou. Logo no primeiro minuto, o Fluminense já chegou com perigo. O meia Gustavo Scarpa arriscou chute de fora da área e a bola carimbou o travessão. Na sequência, o atacante Henrique Dourado tentou o cruzamento, mas a defesa afastou.

O time seguiu marcando o Botafogo no campo de ataque e a estratégia surtiu efeito aos 16 minutos. Henrique Dourado achou espaço para lançar o atacante Marcos Júnior. Ele escapou pela esquerda, invadiu a área e bateu cruzado, no canto esquerdo do goleiro paraguaio Gatito Fernandez para deixar tudo igual.

Mesmo sem exibir grande poder de reação, o clube das Laranjeiras conseguiu a virada aos 42 minutos. Gustavo Scarpa puxou contra-ataque e deixou o atacante Matheus Alessandro na cara do gol. Ele só bateu na saída de Gatito Fernández para garantir os três pontos.

Pela 33.ª rodada, nesta quarta-feira, às 21 horas (de Brasília), o Botafogo volta a campo para enfrentar o Sport, no estádio da Ilha do Retiro, no Recife. Já o Fluminense recebe o Coritiba, nesta quinta, às 21 horas, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 1 x 2 FLUMINENSE

BOTAFOGO – Gatito Fernández; Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Bruno Silva e Marcos Vinícius (Gilson); Rodrigo Pimpão (Guilherme) e Brenner (Vinícius Tanque). Técnico: Jair Ventura.

FLUMINENSE – Diego Cavalieri; Lucas, Renato Chaves, Gum e Marlon; Richard (Matheus Alessandro), Douglas, Sornoza (Wendel) e Gustavo Scarpa; Marcos Júnior (Wellington Silva) e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.

GOLS – Marcos Vinícius, a 1 minuto do primeiro tempo; Marcos Júnior, aos 16, e Matheus Alessandro, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Arnaldo, Guilherme e Victor Luis (Botafogo); Sornoza, Marcos Júnior, Gustavo Scarpa e Wendel (Fluminense).

ÁRBITRO – Luiz Flávio de Oliveira (Fifa/SP).

RENDA – R$ 284.150,00.

PÚBLICO – 9.816 pagantes (11.776 no total).

LOCAL – Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Loading...
Revisa el siguiente artículo