Em jogo com muitos gols, Flamengo arranca empate com o Flu e avança na Sul-Americana

Por Metro Jornal e Estadão Conteúdo
Jogadores do Flamengo comemoram com a torcida - Gilvan de Souza / Flamengo
Em jogo com muitos gols, Flamengo arranca empate com o Flu e avança na Sul-Americana

E um jogo com seis gols, o Flamengo arrancou um empate com o Fluminense por 3 a 3, nesta quarta-feira, no Maracanã e garantiu uma vaga na semifinal da Copa Sul-Americana.

A classificação veio graças também a vitória por 1 a 0 no primeiro jogo, que deu direito ao Rubro-negro de jogar pelo empate na partida de volta

Nas semifinais, o Flamengo conhecerá nesta quinta-feira o seu adversário. E ele poderá ser brasileiro, apesar da difícil situação do Sport, que enfrentará o Junior Barranquilla, na Colômbia. Na ida, no Recife, o time colombiano venceu por 2 a 0

O mando de campo das semifinais, que acontecerão nos dias 22 e 29 deste mês, dependerá do classificado. Se o duelo for contra o Sport, o Flamengo decidirá a vaga no Rio de Janeiro. Caso a equipe da Colômbia avance, o time rubro-negro fará o primeiro jogo no estádio do Maracanã e terá que definir a classificação em Barranquilla.

Neste final de semana, os dois rivais cariocas voltam as atenções para o Campeonato Brasileiro, em sua 32.ª rodada. Neste domingo, o Flamengo estará em Porto Alegre para enfrentar o Grêmio, às 17 horas, na Arena Grêmio. Um dia antes, às 19 horas, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, o Fluminense terá mais um clássico pela frente, desta vez contra o Botafogo.

Em campo, o Fla-Flu começou a mil por hora. Logo aos dois minutos, o Fluminense abriu o placar com o gol de Lucas. Após jogada pelo meio, o lateral-direito apareceu livre na entrada da área. Recebeu a bola, ajeitou e chutou forte no ângulo esquerdo alto de Diego Alves. Só que, aos nove, o Flamengo empatou em uma bela cobrança de falta do meio Diego. Não havia mais a chance de disputa por pênaltis e qualquer vitória daria a vaga ao clube tricolor.

Até o final do primeiro tempo, o equilíbrio prevaleceu e um gol só saiu em jogada de bola parada. Aos 40 minutos, Sornoza cobrou escanteio da esquerda, Renato Chaves subiu mais que a marcação e cabeceou no canto direito de Diego Alves, que só olhou a bola entrar.

Para a segunda etapa, o Flamengo começou em cima, mas sofreu o baque de sofrer mais um gol de jogada parada. E novamente Renato Chaves marcou, aos nove minutos. Gustavo Scarpa cobrou falta na área, o zagueiro subiu mais alto e cabeceou firme. A bola bateu no travessão, quicou no gramado e entrou.

Com a desvantagem, só restou ao Flamengo atacar e ao Fluminense contra-atacar. O primeiro foi mais eficiente e teve um toque de brilho no segundo gol. Aos 22 minutos, de letra Everton Ribeiro deixou Felipe Vizeu livre na cara de Diego Cavalieri. O atacante teve a calma para mandar para as redes e diminuir para 3 a 2.

O Fluminense se fechou de vez e lutou por um contra-ataque para definir a classificação. Não conseguiu e a defesa falhou em mais uma jogada de bola parada no clássico. Aos 38 minutos, Pará cobrou falta pela direita e Willian Arão apareceu na primeira trave para cabecear e ver a bola bater no travessão antes de entrar. Gol da vaga rubro-negra.

NA ARGENTINA – Em Buenos Aires, o Libertad segurou o empate sem gols contra o Racing e conseguiu a classificação às semifinais da Copa Sul-Americana. Na ida, no Paraguai, na semana passada, havia ganhado por 1 a 0. O próximo rival será o vencedor do duelo entre Independiente, da Argentina, e Nacional, do Paraguai, que se enfrentam nesta quinta-feira.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 x 3 FLUMINENSE

FLAMENGO – Diego Alves; Pará, Rhodolfo, Juan (Rafael Vaz) e Trauco (Vinícius Junior); Willian Arão, Cuellar (Lucas Paquetá), Everton Ribeiro, Diego e Everton; Felipe Vizeu. Técnico: Reinaldo Rueda.

FLUMINENSE – Diego Cavalieri; Lucas, Renato Chaves, Reginaldo e Marlon; Richard, Douglas (Pedro) e Sornoza (Wendel); Gustavo Scarpa, Marcos Júnior (Romarinho) e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.

GOLS – Lucas, aos 2, Diego, aos 9, Renato Chaves, aos 40 minutos do primeiro tempo; Renato Chaves, aos 9, Felipe Vizeu, aos 22, e Willian Arão, aos 38 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Lucas Paquetá, Felipe Vizeu, Willian Arão e Everton (Flamengo); Marlon, Richard, Reginaldo, Henrique Dourado, Lucas e Douglas (Fluminense).

ÁRBITRO – Patricio Lostau (Fifa/Argentina).

RENDA – R$ 1.956.575,00.

PÚBLICO – 34.695 pagantes (41.087 no total).

LOCAL – Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Loading...
Revisa el siguiente artículo