PM contraria STJD e cede 1,8 mil ingressos para o Atlético-MG

Por Nadia
Polêmica envolve a quantidade de ingressos que atleticanos terão | Divulgação/Atlético-MG Polêmica envolve a quantidade de ingressos que atleticanos terão | Divulgação/Atlético-MG

A novela sobre a quantidade de atleticanos presentes na grande final da Copa do Brasil, amanhã, no Mineirão, parece não ter fim. Na segunda-feira, a Polícia Militar apresentou um laudo técnico que libera apenas 1.854 alvinegros no estádio – os visitantes irão ocupar os setores 302 e 303.

“A PM esteve no estádio na manhã (desta segunda-feira), com os representantes dos clubes e a Minas Arena. O Cruzeiro disponibilizou vários locais pulverizados. Uma comissão de três profissionais fez um laudo e a conclusão é que permanece como antes, com os torcedores do Atlético alocados nos setores 303 e 302 e mantido o isolamento dos setores 301 e 344”, afirma o coronel Ricardo Machado, chefe do Batalhão de Eventos.

O Atlético havia entrado com um recurso no STJD na semana passada exigindo 10% dos ingressos, mas o Regulamento Geral das Competições da CBF abre brecha para decisões de órgãos de segurança, de acordo com o Artigo 86: “o clube visitante terá o direito de adquirir a quantidade máxima de ingressos correspondente a 10% da capacidade do estádio ou da capacidade permitida pelos órgãos de segurança”.

Entretanto, no início da noite de segunda-feira, o STJD determinou que o clube cumpra o regulamento e libere seis mil entradas ao Atlético. O Tribunal exige uma solução do impasse até as 9h de hoje. A Raposa foi notificada ontem e tem até a manhã de hoje para apresentar sua defesa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo