Cruzeiro só não venceu três rivais no Brasileiro

Por fabiosaraiva
Atlético-MG venceu o rival nos dois jogos deste Brasileirão | Flickr/Atlético-MG Atlético-MG venceu o rival nos dois jogos deste Brasileirão | Flickr/Atlético-MG

Bicampeão brasileiro, o Cruzeiro só não conseguiu derrotar 3 dos 19 rivais nesta edição do torneio: São Paulo, Corinthians e Atlético-MG.

Leia também:
Cruzeiro vence o Goiás e leva quarto título no Brasileirão
Everton Ribeiro celebra bicampeonato
Imprima o pôster do Cruzeiro campeão ou use como fundo de tela

Contra o Tricolor Paulista, o time Celeste levou um gol nos acréscimos e empatou o duelo do primeiro turno por 1 a 1, na 2ª rodada, no estádio Parque do Sábia, no dia 27 de abril. Julio Baptista abriu o placar para a Raposa, mas Antonio Carlos deixou tudo igual.

No returno, dia 14 de setembro, na 21ª rodada, a equipe de Muricy Ramalho venceu por 2 a 0 no Morumbi com gols de Rogério Ceni e Alan Kardec. O resultado diminuiu a diferença entre as equipes na tabela, mas o Cruzeiro permaneceu na ponta até o fim.

Já diante do Corinthians foram duas derrotas. No dia 28 de maio, na 8ª rodada, Guerrero marcou com a ajuda do goleiro Fábio e garantiu a vitória alvinegra por 1 a 0 no estádio do Canindé. Na volta, no dia 8 de outubro, na 27ª rodada, Luciano calou o Mineirão e definiu a nova vitória da equipe de Mano Menezes pela vantagem mínima.

Quem também fez seis pontos contra os campeões foi o Atlético-MG. No clássico do primeiro turno, disputado no dia 11 de maio no Independência, o Galo venceu por 2 a 1 de virada com gols de Marion e André. Marcelo Moreno havia aberto o placar no duelo válido pela 4ª rodada.

No returno, na 23ª rodada, os rivais fizeram um grande jogo no Mineirão e a equipe de Levir Culpi voltou a levar a melhor: 3 a 2. Carlos (duas vezes) e Diego Tardelli marcaram para o Galo, enquanto Ricardo Goulart e Alisson fizeram os gols da Raposa.

Fluminense ainda pode entrar na lista
Rival do Cruzeiro na 38ª e última rodada no Mineirão, o Fluminense ainda pode entrar para o seleto grupo que não foi derrotado pela equipe de Marcelo Oliveira. No primeiro turno, no Maracanã, as duas equipes ficaram no empate por 3 a 3 no dia 7 de setembro. Wagner, Cícero e Kennedy marcaram para o Fluminense. Júlio Baptista (duas vezes) e Marcelo Moreno balançaram as redes pelos mineiros.

WILLIAN ELOGIA CONSISTÊNCIA DO CRUZEIRO
O atacante do Cruzeiro, Willian, ressalta a consistência da equipe ao longo da temporada, que permaneceu 30 rodadas na liderança, superando o recorde estabelecido pelo São Paulo no Brasileirão. O jogador ainda comenta as dificuldades que enfrentou no campeonato, além de falar também sobre a final da Copa do Brasil. Confira.

MARCELO OLIVEIRA: MAIOR MÉRITO É O TRABALHO EM CONJUNTO
O técnico da Raposa elogia, sobretudo, o trabalho em equipe do elenco do time, junto com a diretoria. “O grupo queria um objetivo e ao final valoriza-se todos”. Marcelo ainda fala sobre a final da Copa do Brasil: “Vamos ter um encontro mais discreto, e a partir de amanhã vamos respirar e vamos com toda confiança e toda a fé”.

NÍLTON: VAMOS ENCHER ESSA CAMISA DE ESTRELAS
O volante da Cruzeiro, Nílton, comemora o bicampeonato da equipe mas lembra que o clube ainda tem o confronto pela final da Copa do Brasil pela frente. “Quarta-feira temos mais um, temos que comemorar hoje sim, extravasar, mas amanhã temos que voltar a concentração”. O jogador ainda comenta as últimas duas partidas vitoriosas da Raposa, que ajudaram a garantir a vitória antecipada no Brasileirão.

DAGOBERTO CONQUISTA O SEU 5º TÍTULO BRASILEIRO
O atacante do Cruzeiro, em entrevista pós-jogo, comenta seu suposto título como jogador pentacampeão, agradecendo todos os clubes em que passou e que obteve vitórias.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo