MP propõe ação civil contra o Cruzeiro por preço abusivo de ingressos

Por Carolina Santos
| Washington Alves/Getty Images Ingressos para o setor roxo são vendidos | Washington Alves/Getty Images

Um novo capítulo pode ser decisivo no impasse dos ingressos entre Cruzeiro e Atlético-MG. Após anunciar que cobraria R$ 1 mil para a torcida visitante, o que provocou revolta por parte da diretoria atleticana, as entradas para os alvinegros na final da Copa do Brasil contra a Raposa podem ficar mais acessíveis.

Nesta quarta-feira, o Ministério Público de Minas Gerais propôs uma Ação Civil Pública contra o Cruzeiro, mandante da partida, por considerar o preço cobrado para os atleticanos abusivo.

A ação propõe que os ingressos para o setor roxo sejam comercializados pelo preço de R$ 500. Caso a liminar não seja concedida antes do importante confronto mineiro, a ação pede a condenação do Cruzeiro e, consequentemente, o pagamento de R$ 5 milhões “a título de reparação à coletividade pelo dano moral coletivo”.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo