Citadini diz que Corinthians vive grande crise financeira

Por Tercio Braga
Para Citadini, o Corinthians tem apostado muito na contratação de atletas, como o atacante Guerrero, em detrimento de trabalhar na formação de jogadores |  Mauro Horita/AGIF/Folhapress Para Citadini, o Corinthians tem apostado muito na contratação de atletas, como Guerrero e Romero, em detrimento de trabalhar na formação de jogadores | Mauro Horita/AGIF/Folhapress

O Corinthians vive uma grave crise financeira, afirmou nesta terça-feira o conselheiro do clube, Antonio Roque Citadini. Em entrevista ao repórter Alexandre Praetzel, da Rádio Bandeirantes, ele revelou que o Timão deixa de lucrar com jogadores da base e precisa urgentemente equilibrar os adiantamentos feitos.

“O clube vive uma gravíssima crise financeira. Está antecipando receitas e gastando mais do que os recursos que têm. Mas tem outros problemas. Jogadores que são revelados no Corinthians acabam ficando com empresários e o clube não ganha nada”, explicou Citadini.

O ex-dirigente analisa que a crise financeira é a maior dos últimos tempos dentro do Parque São Jorge. “O Corinthians adianta dinheiro da Nike, da televisão, de todo mundo, inclusive, de empresário, o que já é um erro. O clube precisa buscar um equilíbrio”.

O conselheiro destacou que o estádio não interfere nos problemas financeiros do Alvinegro.

“Isso tudo nada tem a ver com o estádio. O Corinthians já sabia que ia perder a receita da bilheteria. Não é porque apareceu o estádio que o Corinthians está numa situação financeira difícil, mas porque o departamento de futebol gastou muito no último ano, especialmente”.

Questionado se pagaria o valor de R$ 7 milhões para manter Guerrero na equipe, Citanidi foi incisivo: o Corinthians deve fazer todo esforço para desembolsar o valor.

“O Guerrero é um grande jogador. E eu faria de tudo para mantê-lo no clube. Porque jogador é que nem uma estrela. O jogador é diferente. Não vamos confundir o que o jogador deve ganhar com o que os técnicos devem ganhar. Um jogador fantástico faz a diferença, nós sabemos disso. Não sei quanto ele quer, e não sei quanto o clube pode pagar. Mas acho que deve fazer todo esforço para pagar. Para ter o jogador, porque ele é um jogador que se identificou com o Corinthians. Você pode ter certeza que o clube tem buscar os grandes ídolos. Agora, não precisa ficar gastando com o que não dá né?”, completou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo