São Paulo vence Emelec e sai na frente por vaga na Sul-Americana

Por Tercio Braga
Alan Kardec comemora o terceiro gol do São Paulo | Alexandre Schneider/Getty Images Alan Kardec comemora o terceiro gol do São Paulo | Alexandre Schneider/Getty Images

Com três gols na etapa inicial e uma pressão equatoriana no início do segundo tempo, o São Paulo saiu na frente do Emelec-EQU por uma vaga nas semifinais da Copa Sul-Americana e venceu por 4 a 2, nesta quinta-feira, no estádio do Morumbi. Os gols tricolores foram anotados por Michel Bastos, Hudson, Alan Kardec e Antonio Carlos. Bolaños e Mena fizeram para os visitantes.

Atuando dentro de seus domínios, o Tricolor não demorou para abrir o placar. Logo aos onze minutos de jogo, Maicon recebeu a bola e fez o passe para Michel Bastos, que, da entrada da área, finalizou bonito, no canto direito de Dreer.

Melhor na partida, o São Paulo ampliou aos 34. Ganso fez um belo passa para Kaká, que se enrola. Na sobra, Hudson, de pé esquerdo, apareceu para colocar a bola no fundo das redes equatorianas.

Ainda deu tempo para o terceiro gol tricolor na etapa inicial. Em contra-ataque rápido, aos 44, Ganso fez o cruzamento para Kaká, que só rolou para Alan Kardec. O camisa 14 fez o drible em Achilier, ficou na frente de Dreer e finalizou rasteiro no canto esquerdo.

Precisando diminuir a vantagem, o Emelec conseguiu fazer dois gols no início do segundo tempo. O primeiro, aos dois, Bolaños recebeu lançamento nas costas de Paulo Miranda e finalizou forte. Rogério Ceni falhou e a bola entrou na rede tricolor. O segundo, aos nove, Edson Silva errou, Mena recebeu lançamento em suas costas, dominou e só desviou na saída de Rogério.

O Tricolor conseguiu tranquilizar o jogo e dar números finais aos 24 minutos. Após rebote em cobrança de escanteio, a bola ficou apra hudson, que fez o cruzamento. Antonio Carlos apareceu livre e desviou de cabeça para fazer o quarto tricolor e encerrar o placar.

São Paulo e Emelec voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 22h, no estádio George Capwell, no Equador. O Tricolor pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim garante a classificação.

Loading...
Revisa el siguiente artículo