Robinho é investigado por estupro coletivo em Milão

Por Carolina Santos
Robinho está sendo investigado na Itália | Ivan Storti/Divulgação Robinho está sendo investigado na Itália | Ivan Storti/Divulgação

Em boa fase no Santos, o atacante Robinho poderá sofrer turbulências em sua vida pessoal devido a uma acusação de estupro coletivo. De acordo com a imprensa italiana, o jogador está sendo investigado por um caso de estupro coletivo contra uma jovem brasileira em 2013, em Milão, época em que defendia o Milan.

A vítima, de 18 anos, denunciou a agressão, que teria ocorrido em janeiro do ano passado, após uma noitada em um restaurante da cidade italiana.

De acordo com os jornais do país, Robinho já teria sido interrogado nos últimos meses pelos Procuradores de Milão, e se denfendido das acusações.

As investigações estão sendo comandadas atualmente pelos procuradores Pietro Forno e Alessia Miele, mas foram iniciadas pelo procurador Stefano Ammendola. O Ministério Público chegou até a pedir, em junho, a prisão preventiva de Robinho, mas a juíza Alessandra Simion rejeitou. Ao negar o pedido, Simion afirmou que não havia elementos suficientes para justificar a detenção, como riscos de reincidência do crime ou fuga.

A jovem relata que encontrou o jogador em um restaurante. Ele estava acompanhado de cinco amigos e de sua esposa. O jogador teria levado a esposa para casa e retornado ao restaurante com seus amigos. A denúncia do estupro, porém, só foi feita seis meses após o susposto acontecimento.

Em 2009, quando vestia a camisa do Manchester City, Robinho também se envolveu em outro suposto caso de estupro. Uma jovem de 18 anos disse ter sido violentada em uma boate da cidade de Leeds. No entanto, a justiça britânica optou por não tomar medidas após analisar com detalhes a acusação.

Sem oportunidades no Milan, Robinho fechou um contrato de empréstimo por um ano com o Santos. Em meados do ano que vem, ele pode retornar à Itália.

Robinho nega suposto estupro na Itália

Robinho se defendeu do ataque que foi alvo nesta quarta-feira, quando foi acusado de ter participado de um suposto estupro coletivo com uma brasileira de 18 anos em 2013, na Itália.

O jogador do Santos nega ter tido qualquer relação com a jovem mulher. “Diante das informações envolvendo o jogador de futebol Robson de Souza (Robinho), noticiadas irresponsavelmente hoje nos meios de comunicações da Itália, e replicadas no Brasil sem qualquer apuração quanto à sua veracidade, Robinho afirma que não tem qualquer participação no episódio mencionado. Todas as providências legais já foram tomadas”, disse em seu site oficial.

O atacante alvinegro já havia sido acusado de ter violentado uma mulher na época em que defendia o Manchester City, em 2009. A relação sexual teria acontecido dentro de uma casa noturna na Inglaterra. O atacante negou, sendo absolvido pela Justiça local.

Confira a nota oficial da assessoria de Robinho

Diante das informações envolvendo o jogador de futebol Robson de Souza (Robinho), noticiadas irresponsavelmente hoje nos meios de comunicações da Itália, e replicadas no Brasil sem qualquer apuração quanto à sua veracidade, Robinho afirma que não tem qualquer participação no episódio mencionado. Todas as providências legais já foram tomadas.

Robinho lamenta o episódio, que é levantado sem qualquer fundamento, justamente em um período em que atravessa uma boa fase profissional, pessoal e familiar.

Em relação ao caso de Londres, fato não apurado profundamente pela imprensa e lembrado agora de forma oportunista, Robinho informa que foi acusado de forma leviana e mentirosa; sendo que, após investigação policial (concluída), foi comprovada a sua inocência, e, em contrapartida, a autora da falsa acusação foi denunciada pela polícia londrina e responde processo pelo crime de falsa acusação e calúnia.

Robinho afirma que, apesar de revoltado, está muito bem amparado pela família e em Deus. Ele agradece a todos que torcem por ele, que conhecem a sua índole, e, portanto, sabem que jamais cometeria tal ato.

Loading...
Revisa el siguiente artículo