Acusado de ofender o árbitro, Diego Tardelli corre o risco de ser suspenso por até 12 jogos

Por Tercio Braga

A ofensa que Diego Tardelli proferiu ao árbitro Alves Resende Cunha (GO), no empate do Atlético-MG diante do Bahia, na Arena Fonte Nova, não vai ficar impune, uma vez que o juíz relatou na súmula.

“Com isso, o Diego Tardelli corre o risco de ser suspenso em julgamento no STJD de 4 a 12 jogos”, confirma Paulo Schimitt, procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em entrevista ao Portal da Band nesta quarta-feira.

O camisa nove atleticano ficou furioso ao ser expulso após o árbitro ter anulado o seu gol no fim do segundo tempo.

Diego Tardelli vai ser inserido no Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) no artigo 243-F, que prevê pena para quem “ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto”.

Ofensas de Tardelli estão na súmula do árbitro

Diego Tardelli foi expulso ao reclamar do árbitro, que anulou seu gol no fim do segundo tempo. Segundo Alves Resende Cunha, o jogador do Atlético-MG, o teria ofendido.

“Expulsei com cartão vermelho direto (…) o atleta de numero 9, Sr. Diego Tardelli Martins, da equipe Atlético Mineiro, por ter me ofendido moralmente com as seguintes palavras: ‘Você é um m…, seu m…, seu m…! Desde o primeiro tempo você só complica! Seu fraco!”, relatou.

“Após a expulsão, o atleta em pauta continuou dizendo as seguintes palavras: ‘safado, safado, seu m…!’ fato ocorrido logo após a marcação de uma falta contra sua equipe”, finalizou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo