Com gol de Neymar, Barcelona vence o Ajax; Bayern goleia por 7 a 1

Por Tercio Braga

O Barcelona voltou a vencer na Liga dos Campeões. Nesta terça-feira, no Camp Nou, os donos da casa se recuperaram da derrota para o PSG, no último jogo, e derrotaram o Ajax-HOL por 3 a 1, pela terceira rodada da competição. Os gols da vitória foram anotados por Neymar e Messi, ainda na etapa inicial, e Sandro Ramírez, no segundo tempo. El-Ghazi descontou.

Com o resultado, o clube espanhol segue na segunda colocação do Grupo F, com seis pontos conquistados, enquanto os holandeses continuam em terceiro, com dois.

O primeiro gol espanhol foi marcado pelo brasileiro Neymar, logo aos oito minutos de jogo. Messi tabelou com Pedro e rolou para o camisa 11, que finalizou no canto esquerdo do goleiro Cillessen.

O Barça empatou ainda no primeiro tempo. Aos 24, o Ajax errou na saída de bola e Iniesta recuperou. O espanhol achou Messi e fez um lindo passe. O argentino dominou e tocou na saída do goleiro holandês.

Aos 16 e aos 21 do segundo tempo, Neymar e Messi, respectivamente, foram substituídos, e o Ajax se aproveitou disso e diminuiu o marcador.

Aos 23, Milik tentou um voleio na grande área e a bola sobrou para El-Ghazi, que empurrou para o fundo das redes de Ter Stegen.

Ainda deu tempo para o Barça anotar o seu terceiro gol e acabar com qualquer reação holandesa. Aos 49, no último lance do jogo, Sandro Ramíres puxou contra-ataque pela esquerda, invadiu a grande área e finalizou cruzado. Cillessen ainda encostrou na bola, mas não conseguiu o terceiro.

Barcelona e Ajax voltam a se enfrentar no dia cinco de novembro, desta vez na Amsterdã Arena, na Holanda.

No outro jogo do Grupo F, o PSG derrotou o APOEL por 1 a 0, com gol de Cavani, aos 42 minutos da etapa final.

Em dia de Brasil na Copa, Roma perde do Bayern por 7 a 1

A Roma teve seu dia de Seleção Brasileira. Base da Alemanha na Copa do Mundo, o Bayern de Munique foi à capital italiana e aplicou uma goleada por 7 a 1 na equipe da casa, em duelo válido pela terceira rodada do Grupo E da Liga das Campeões. Assim como contra o Brasil na semifinal do Mundial, os alemães construíram uma vantagem de 5 a 0 ainda no primeiro tempo.

A equipe de Pep Guardiola abriu o placar aos nove minutos. Como de costume, o holandês Robben fez jogada pela direita, tabelou com Lahm e bateu com efeito para marcar belo gol.

O segundo e o terceiro saíram em um intervalo de dois minutos. Aos 24, Götze passou para Müller, que devolveu de letra para o herói alemão na Copa do Mundo ampliar a vantagem. Aos 26, Bernat cruzou na cabeça de Lewandowski.

Em grande fase, Robben anotou o seu segundo gol na partida aos 30, após receber lançamento de Lewandowski e finalizar com categoria para anotar o quarto gol dos bávaros.

Aos 34, Alaba cruzou da esquerda e a bola acertou a mão de Manolas, o que foi considerado pênalti pelo árbitro da partida. Müller assumiu a responsabilidade da cobrança e não desperdiçou.

A Roma precisou de uma ajuda do próprio Bayern para conseguir anotar o seu gol de honra. Aos 21 da etapa complementar, Xabi Alonso errou na saída de bola e deu um presente para Florenzi, que puxou um contra-ataque e passou para Gervinho descontar.

Apesar de ter a vitória definida, o time de Guardiola não diminuiu o ritmo. O sexto gol da equipe foi marcado aos 32 por Ribéry, que havia entrado seis minutos antes. O francês recebeu assistência de Robben e tocou com classe por cima de De Sanctis.

Ainda teve tempo para um gol brasileiro. Aos 35, Rafinha chutou forte, o goleiro deu rebote e o próprio lateral aproveitou para definiu o placar.

Com a vitória, o Bayern segue na ponta do Grupo E com 100% de aproveitamento. Apesar da derrota, a Roma segue na vice-liderança, com quatro pontos. Na sequência, vêm Manchester Citu, com dois, e CSKA, com um, que empataram em 2 a 2 na Rússia.

Chelsea atropela Maribor e segue na liderança

Com muita facilidade, o Chelsea confirmou o favoritismo e goleou o Maribor, da Eslovênia, por 6 a 0, pela terceira rodada da Liga dos Campeões da Europa. Com o resultado, os Blues seguem na liderança do Grupo G, agora com 7 pontos. Já os eslovenos ocupam a terceira posição, com 2 pontos somados.

No Stamford Bridge, o francês Remy abriu o placar logo aos 12 minutos do primeiro tempo, mas deixou o gramado na sequência sentindo uma lesão. O substituto foi o ídolo Drogba, que ampliou o marcador aos 22 minutos em cobrança de pênalti.

Ainda no primeiro tempo, aos 31, o zagueiro Terry anotou o terceiro. Ele aproveitou cruzamento de Fàbregas e escorou para as redes como centroavante.

Na segunda etapa, o lateral Viler jogou contra o próprio patrimônio e marcou o quarto gol do Chelsea. Os visitantes tiveram a chance de diminuir o placar aos 18 minutos, mas Ibraimi mandou a cobrança de pênalti na trave.

Aos 31, nova penalidade para o Chelsea. Desta vez Hazard foi para a bola e fez o quinto. E o belga voltou a aparecer aos 44 minutos para definir o placar com um belo gol, com direito a drible no goleiro: 6 a 0.

Na outra partida da chave, o Schalke marcou nos minutos finais e derrotou o Sporting por 4 a 3 em um duelo emocionante.

Nani abriu o placar para os portugueses aos 16 minutos do primeiro tempo, mas o zagueiro brasileiro Maurício, ex-Palmeiras, foi expulso aos 33 minutos da primeira etapa e deixou os visitantes em situação complicada. Os alemães aproveitaram a vantagem numérica em campo e viraram o jogo com Obasi, Huntelaar e Howedes.

Porém, Adrien Silva marcou duas vezes na segunda etapa e parecia garantir o empate heroico para o time português. Mas aos 48 minutos, Choupo-Moting aproveitou cobrança de pênalti e decretou a vitória alemã na Veltins Arena

O resultado deixa o Schalke na vice-liderança do grupo, com 5 pontos. Já o Sporting ocupa a lanterna, com apenas 1 ponto.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo