‘A Mancha Alvi Verde deve ser responsabilizada’, afirma delegado

Por lyafichmann
Ônibus foi alvo de ataques | Tiago Silva/Metro ABC Ônibus foi alvo de ataques | Tiago Silva/Metro ABC

“Essa torcida Mancha Alvi Verde deve ser totalmente responsabilizada. A maioria que participou do confronto é de moradores do bairro do Grajaú, na zona sul de São Paulo, longe do Pacaembu. Vieram com um arsenal, com rojões, pedaços de madeira, cabo de picareta, na intenção do confronto, de fazer agressão.”

Foi dessa forma que o delegado Luiz Jesus de Castro, do 2º DP de São Bernardo do Campo, falou sobre a briga entre torcedores do Santos e do Palmeiras na tarde de domingo, no km 18 da rodovia Anchieta. O alviverde Leonardo da Mata Santos, 21, morreu após ser atropelado. O corpo será enterrado na manhã desta segunda-feira no cemitério Parque Cerejeira, em São Paulo.

Leia também:
• Polícia prende seis envolvidos em briga entre torcedores na Anchieta
• Torcedores que participaram de emboscada são transferidos para o CDP

De acordo com Castro, cerca de 150 palmeirenses se envolveram no episódio – uma emboscada que tinha como alvo dois ônibus de santistas que vinham do litoral rumo ao Pacaembu.

Quatro torcedores do Palmeiras foram encaminhados no domingo ao Centro de Dentenção Provisória de São Bernardo: Jeverson José dos Santos, 24, Leonardo Nóbrega Martins, 22, Cecílio Cocuzzi Neto, 28, e Marivaldo dos Santos Souza, 34.

Torcedores usaram pedras e bastões | Carla Carniel/Frame/Folhapress Torcedores usaram pedras e bastões | Carla Carniel/Frame/Folhapress

Anderson Ricardo Figueiredo Veras, 25, e Marco Ramon Souza Roda, 34 estão hospitalizados em estado grave e sob vigilância policial – serão presos após serem liberados. Já Eli Simão também está hospitalizado e poderá ser indiciado caso as investigações comprovem que ele fazia parte do grupo alviverde.

Existe a possibilidade de o Ministério Público de São Paulo pedir a suspensão da Mancha Alvi Verde.

Carros identificados

O carro suspeito de ter atropelado Leonardo da Mata Santos foi identificado. O veículo é um Audi de placa CTB 6647. O suspeito está foragido. O condutor de uma Meriva preto, suspeito de ter atirado em um palmeirense, está sendo procurado.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo