São Paulo não deve poupar ninguém contra o Huachipato na Sul-Americana

Por lyafichmann

A situação do técnico Muricy Ramalho não está nada fácil no São Paulo. Além de cuidar da saúde – o treinador foi internado com arritmia cardíaca no fim do mês passado –, o comandante precisa conviver com a situação irregular da equipe no Campeonato Brasileiro e com os desfalques no time. E é justamente o último ponto que está dando mais dor de cabeça ao Tricolor.

Por conta do alto número de baixas na equipe, Muricy confirmou que não vai poupar ninguém para o duelo contra o Huachipato-CHI, nesta quarta-feira, às 19h30, no Chile, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

O motivo, porém, não é por opção do treinador.

“Não dá para poupar porque temos poucos jogadores. Pedimos para o Alvaro (Pereira, lateral-esquerdo) ir para lá para encontrar com o time, porque estamos com poucos jogadores à disposição. Quando fizemos o esquema da viagem, a defesa estava toda desfalcada. O Lucão (zagueiro) se recuperou e vai poder ir. Arrumaram passagem de última hora para ele, não tem mais gente”, disse o treinador, após a derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG, domingo, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Na partida de ida, o Tricolor derrotou o Huachipato no Morumbi por 1 a 0, no dia 30 de setembro. Nessa partida, o atacante Luis Fabiano foi expulso. Ele encabeça a lista de desfalques de Muricy, que ainda tem Kaká e Souza (na Seleção Brasileira), Ademilson (na Seleção olímpica), Rodrigo Caio e Rafael Toloi (machucados). O volante Maicon, que deixou a partida contra o Galo com dores, é dúvida. Ganso e Paulo Miranda, por outro lado, estão de volta ao time.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo