Rivalidade com a Argentina já mexe com a Seleção

Por Nadia
Rafael Ribeiro/CBF Seleção durante treino no estádio olímpico de Pequim | Rafael Ribeiro/CBF

Neste sábado, às 9h (de Brasília), os convocados pelo técnico Dunga enfrentam a Argentina no já tradicional Superclássico das Américas e alguns jogadores não escondem a ansiedade por enfrentar os maiores rivais da Seleção.

Danilo, que já enfrentou os Hermanos nas categorias de base e na edição de 2011 do clássico, vencido pelo Brasil por 2 a 0, acredita que a partida será mais difícil que a de três anos atrás.

“Claro que este jogo de sábado será um evento muito maior, um jogo muito mais difícil que em 2011. De qualquer maneira, um Brasil x Argentina sempre será uma grande partida, um clássico do futebol mundial”, disse.

Já para o zagueiro Juan, as recordações do jogo não são das melhores. Em 2013, em um amistoso nos Estados Unidos, o jogador estava na defesa do time que perdeu por 4 a 3 para os argentinos.

“Acho que o Messi acordou inspirado aquele dia. Vamos torcer que ele venha mais calmo no jogo de sábado. De qualquer maneira, se eu tiver a oportunidade de jogar, será em um momento muito melhor, em que ganhei mais experiência e maturidade por estar jogando no Internazionale. Afinal, já enfrentei todos os grandes craques do futebol europeu”, contou.

O volante Luiz Gustavo falou sobre a tarefa que terá no Ninho de Pássaro, não deixar Messi avançar.

“Claro que respeito o Messi, ele é um dos maiores jogadores do mundo, mas não posso ficar só preocupado com ele. Prefiro me concentrar no meu objetivo, no meu futebol, pois sei que tenho condições de me sair bem”.

Radiante, o goleiro gremista Marcelo Grohe contou como ficou sabendo de sua primeira escalação para a seleção brasileira.

“Estava dando uma entrevista para um programa de televisão, quando um diretor do Grêmio me telefonou. A gravação da entrevista foi interrompida, e a notícia que eu recebi foi a melhor até agora na carreira: eu estava convocado para a Seleção”.

A seleção brasileira enfrenta a Argentina neste sábado, em Pequim. Quatro dias depois, os comandados de Dunga voltam a campo para encarar o Japão, em Cingapura.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo