Corte espanhola rejeita apelação de Messi em caso de evasão fiscal

Por Nadia
| Albert Gea Messi e seu pai foram acusados de fraudar o Estado espanhol em mais de 4 milhões de euros | Albert Gea/Reuters

Uma corte espanhola rejeitou uma apelação do atacante argentino Lionel Messi no processo em que é acusado de evasão fiscal.

A promotoria pública da Espanha argumentou em junho que o pai de Messi, Jorge, era o responsável pelas finanças da família, e não o atacante – por quatro vezes eleito o melhor jogador do mundo.

Um tribunal de Barcelona decidiu, no entanto, que Lionel Messi poderia ter conhecimento sobre o assunto e aprovado a abertura de empresas de fachada que teriam sido usadas para sonegar impostos incidentes sobre a renda proveniente de direitos de imagem.

A apelação contra a decisão foi rejeitada, de acordo com documentos judiciais publicados na sexta-feira.

Messi e seu pai foram acusados de fraudar o Estado espanhol em mais de 4 milhões de euros (5 milhões de dólares). Eles negam as acusações.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo