Santos passa pelo Goiás e se aproxima do G-4

Por Tercio Braga

O Santos venceu o Goiás por 2 a 0 neste domingo, no Pacaembu, pela 25ª rodada do Brasileirão, em jogo marcado por polêmica de arbitragem. Em uma falha grotesca, o juiz de linha da meta do Peixe não viu a bola entrar em chute de Esquerdinha, quando o time da casa já vencia por dois de vantagem. Sobraram reclamações pelo lado do Esmeraldino, em uma polêmica que deve marcar a semana.

O resultado deixa o Santos em 8º lugar, com 36 pontos. O time ganha uma posição, mas ainda fica sete pontos distante do G-4. Já o Goiás cai para a 12ª colocação, com 30 pontos – quatro a mais que o Palmeiras, primeiro da zona de rebaixamento.

O Santos abriu o placar aos 13 minutos do primeiro tempo, com David Braz. O zagueiro entrou sozinho na área para completar, de cabeça, a cobrança de escanteio de Lucas Lima.

Aos 17 da etapa final, o Peixe ampliou com Geuvânio, que aproveitou rebote após chute de Patito.

Logo a sequência aconteceu o lance polêmico. Esquerdinha, do Goiás, chutou forte de fora da área. A bola bateu no travessão, tocou depois da linha do gol e saiu. O juiz de linha nada viu e o lance continuou. Quando David, impedido, completou para as redes. O árbitro Héber Roberto Lopes parou o jogo e marcou a irregularidade.

As reclamações nada adiantaram, e o placar não foi mexido por nenhum dos dois times. Pior para o Goiás, que viu a chance de começar uma reação ser jogada fora por um erro da arbitragem. O Santos, que nada tema a ver com a falha do apito, comemorou os três pontos.

Inter vence e empurra Coxa para a lanterna

Em casa e diante de sua torcida, o Inter não deu chances para o Coritiba e venceu o agora lanterna do Brasileirão por 4 a 2. O jogo ainda ficou paralisado por 17 minutos, depois que uma queda de energia apagou os refletores do Beira-Rio.

Aos dez minutos do primeiro tempo, Wellington Paulista foi derrubado na área por Leandro Almeida e o árbitro marcou o pênalti. Na cobrança feita por D’Alessandro, Vanderlei rebate a bola, que volta para o camisa 10 do Colorado chutar e abrir o placar.

Cinco minutos depois, Alex cobrou um escanteio e depois de uma saída ruim de Dida, Leandro Almeida, se redimiu do pênalti e empatou a partida de cabeça.

Alex colocou o Inter mais uma vez na frente, aos 31 minutos, depois que Aránguiz cruzou para a área e no bate e rebate a bola acaba sobrando para o atacante, que chutou a queima roupa para fazer 2 a 1.

Depois de um lançamento em profundidade de Alex, Norberto falhou na marcação e acabou dando a bola de presente para Eduardo Sasha, que desviou para Vanderlei fazer o terceiro gol do Inter.

O Coritiba ainda conseguiu reagir e, aos 18 minutos do segundo tempo, Zé Eduardo cruzou para Zé Love marcar o segundo do Coxa.

Nove minutos mais tarde, D’Alessandro puxou um contra ataque com Aránguiz, que acionou Sasha, que na tabelinha com Valdivia chutou cruzado e marcou o quarto do Inter.

Aos 37 minutos do segundo tempo, uma queda de energia apagou os refletores do Beira-Rio, o que deixou a partida paralisada por 17 minutos.

De volta ao jogo, o Coritiba ainda tentou partir para cima do Inter, mas não conseguiu se recuperar e voltou para casa amargando sua terceira derrota seguida no Brasileirão e dono da lanterna do campeonato.

Na próxima quarta-feira o Coritiba volta a campo para receber o Atlético-PR, no Couto Pereira. O Inter viaja a Belo Horizonte para enfrentar o Cruzeiro, no Mineirão, também na quarta-feira.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo