Meninas do Brasil passam fácil pela Bulgária na estreia no Mundial de Vôlei

Por Tercio Braga

A Seleção Brasileira feminina começou bem a campanha pelo título inédito do Mundial. Ontem, na Itália, o time neutralizou a forte (e alta) equipe da Bulgária, vencendo por expressivos 3 sets a 0 (25/19, 25/22 e 25/16).

Pesou a favor do Brasil o nervosismo com o qual as búlgaras entraram em quadra. Apesar de integrarem um time com muita qualidade que preza pela defesa e por ataques velozes, as oponentes do Brasil fraquejaram diante das bicampeãs olímpicas e erraram muito. Não é por acaso que cometeram, ao todo, 20 erros – a metade do que as meninas de José Roberto Guimarães deixaram escapar.

Talvez o maior nome do ataque búlgaro, Valiseva teve um desempenho modesto, assim como Filipova. No primeiro set, as duas praticamente não deram trabalho.

No set seguinte, a equipe voltou melhor, acertando o saque – Fê Garay era o alvo – e chegou a passar o Brasil no placar. A recepção, aliás, é um dos fundamentos que José Roberto Guimarães precisa trabalhar melhor.

Se não recebia as bolas tão bem, o Brasil acertou no bloqueio. O paredão verde e amarelo estava lá sempre e trouxe oito pontos para o Brasil, contra três das búlgaras. Mesmo número da pontuação obtida por meio dos saques — Fabiana e Thaísa foram as melhores sacadoras da partida. O primeiro ponto da partida, inclusive, de Jaqueline, veio dessa forma.

Passeio no Palatrieste

Se no segundo set a equipe brasileira demonstrou um pouco de instabilidade, o último foi bem melhor. As meninas chegaram a liderar por sete pontos de diferença.

No ataque, a capitã Fabiana e Sheilla foram as melhores em quadra. A segunda acabou sendo a maior pontuadora da partida, com 15 bolas no chão, contra 13 da central.

“Começamos nervosas, cometemos alguns erros no segundo set, mas é porque queríamos fazer melhor, resolver logo. Mas acho que conseguimos controlar a ansiedade”, opinou Fabiana, em entrevista ao SporTV.

A Seleção volta a jogar hoje, às 12h, contra Camarões, que ontem perdeu para o Canadá por 3 sets a 1. No outro resultado do dia do Grupo B, a Sérvia venceu a Turquia pelo mesmo placar.

“Eu não gosto de contar com jogo fácil. Nossa chave é pesada, tem de ter atenção e precisamos estar bem em todos os momentos”, declarou Fabiana.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo