Dunga ironiza "rápida recuperação" de Hulk após corte na primeira convocação

Por Tercio Braga

O atacante Hulk estava na primeira lista de Dunga desde o retorno do técnico à Seleção, no início do mês, acabou cortado por lesão e, logo em seguida, já estava em campo a serviço do Zenit, da Rússia. O fato, porém, não agradou o novo comandante do Brasil, que ironizou o ocorrido ao explicar a ausência de Hulk na lista desta quarta-feira. (Confira os convocados no fim do texto)

Leia mais
• Seleção desfalca times em duas rodadas do Brasileirão
• Em nova convocação, Dunga mantém grupo; novidades estão nas laterais

“Nem entrei em contato com o clube do Hulk porque eu tenho que acreditar no médico (do Zenit), que mandou um documento dizendo que ele ficaria de quatro a seis semanas parado por conta da lesão. Logicamente, com a medicina moderna, a recuperação se dá muito rápida”, ironizou Dunga.

“Mas como eu falei antes: aqui (na sala de imprensa da CBF) tem algumas cadeiras vazias. Se algum de vocês (jornalistas) levanta e o outro se senta, você terá de esperar para sentar novamente. A competitividade dentro da Seleção é importante. As oportunidades surgem e aquele que aproveita faz o outro esperar”, completou o treinador.

Quando foi cortado da Seleção, Hulk viu Dunga convocar Robinho para o seu lugar. Na convocação desta quarta-feira, o jogador do Santos voltou a ocupar a vaga.

Em sua segunda convocação desde que retornou ao comando da Seleção Brasileira, o técnico Dunga manteve a base de jogadores que derrotou Colômbia e Equador por 1 a 0 para os confrontos com Argentina e Japão, no mês que vem. Apenas duas novidades apareceram na lista, ambas nas laterais.

Os mais novos convocados de Dunga são o lateral-direito Mário Fernandes, do CSKA, da Rússia, e o lateral-esquerdo Dodô, da Inter de Milão. O primeiro se destacou no Grêmio antes de ir para a Europa, enquanto o segundo foi revelado pelo Corinthians.

Contestado pelo fato de Mário Fernandes já ter sido convocado por Mano Menezes, em 2011, e ter se recusado a defender a equipe, Dunga disse que todos merecem uma segunda chance: “Pelas minhas informações, ele não é um jogador contestador, mas tímido. Seu erro no passado pode ter sido justamente por esse temperamento.”

O próximo desafio da Seleção será o Superclássico das Américas, diante dos hermanos, no dia 11 de outubro, em Pequim, China. Três dias depois, a equipe voltará a campo para pegar o Japão, em Cingapura.

Arbitragem

Durante o evento de convocação, no Rio de Janeiro, o presidente da CBF, José Maria Marin, manifestou preocupação com o nível da arbitragem no Brasileirão. “Estou preocupado. Conversei com diretores, não estou satisfeito. Tudo que foi possível de parte da CBF, nós demos. Nas últimas rodadas, confesso, não estou satisfeito. Vamos procurar melhorar, custe o que custar”, declarou.

seleção-brasileira-futebol-convocados 

Loading...
Revisa el siguiente artículo