Veredicto de Pistorius sai nesta sexta-feira e pena será mais branda

Por Nadia
Pistorius é julgado pela morte da namorada | Kim Ludbrook/Pool/Reuters Pistorius é julgado pela morte da namorada | Kim Ludbrook/Pool/Reuters

Oscar Pistorius se livrou nesta quinta-feira de ser condenado a prisão perpétua pelo assassinato de sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, na África do Sul em fevereiro do ano passado. O corredor biamputado foi inocentado da acusação de crime premeditado. Mas o julgamento, que acontece em Pretória, na África do Sul, ainda não acabou.

A tendência é que o veredicto final do atleta paralímpico aconteça ainda nesta sexta. Pistorius e seus advogados defendem a tese de que o corredor confundiu a ex-namorada com um invasor e, por isso, teria atirado.

Se essa interpretação for aceita, a expectativa é que ele seja condenado pela juíza Thokozile Masipa por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

“Uma pessoa razoável não teria disparado quatro tiros para o cubículo do banheiro”, afirmou a juíza durante a sessão de ontem no tribunal.

Como também responde por posse ilegal de arma e por disparo de arma de fogo em local público, o atleta pode ser condenado a 15 anos de prisão.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo