Auditor que excluiu o Grêmio teria postado conteúdo racista nas redes

Por Tercio Braga
STJD decidiu, por unânimidade, pela exclusão do Grêmio da Copa do Brasil | Marcelo Fonseca/Folhapress STJD decidiu, por unânimidade, pela exclusão do Grêmio da Copa do Brasil | Marcelo Fonseca/Folhapress

A situação do Grêmio na Copa do Brasil ganhou um novo capítulo. Comentários  e publicações com cunho racista foram encontradas no perfil do Facebook de Ricardo Graiche, um dos auditores  do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) que votou pela exclusão do clube da competição na quarta-feira. Após a propagação das imagens, a conta foi removida da rede social.  No fim da noite, Graiche pediu licença do cargo.

A corregedoria do Tribunal está investigando a situação e quais medidas serão tomadas no caso. Independentemente do que ocorra com Graiche, dificilmente o julgamento de quarta será invalidado.

“A princípio não vejo como possa afetar [o julgamento], até porque foi um julgamento unânime, o voto não foi decisivo”, opinou o presidente do STJD Caio César de Vieira Richa, em entrevista à Rádio Bandeirantes. Ele não quis comentar a decisão tomada na primeira sessão, uma vez que participará do novo julgamento, ainda sem data para ocorrer.

O departamento jurídico do Grêmio ainda não recebeu o acórdão, documento com a decisão do processo, e por isso não foi possível entrar com recurso para que o caso seja julgado pelo Tribunal Pleno. O Grêmio não descarta entrar com o pedido de efeito suspensivo da decisão sobre a Copa do Brasil. A CBF tem programado para hoje o sorteio que definirá os mandos de campo das quartas de final.

Em sua conta no Twitter, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, elogiou a decisão tomada pelo STJD.

“Já disse que o futebol tem de ser mais forte no combate ao racismo. O Brasil enviou a mensagem certa, banindo um clube da Copa devido ao abuso de ‘torcedores’”, afirmou.

canas-radicistas-stjd

[poll id=”281″]

Loading...
Revisa el siguiente artículo