Após nova derrota, Ricardo Gareca não é mais técnico do Palmeiras

Por Tercio Braga
Gareca não resistiu à derrota para o Inter | Reginaldo Castro/Folhapress Gareca não resistiu à derrota para o Inter | Reginaldo Castro/Folhapress

Ricardo Gareca não é mais técnico do Palmeiras. Após a derrota para o Internacional por 1 a 0, no último sábado, o técnico argentino teve a sua saída do clube acertada nesta segunda-feira, em reunião no CT do time alviverde. O interino Alberto Valentim assume a equipe até a contratação de um novo comandante.

Gareca foi contratado pelo Palmeiras em maio, para substituir o demitido Gilson Kleina. O argentino, porém, só assumiu a equipe após a Copa do Mundo – antes, o auxiliar Alberto Valentim comandou a equipe.

Desde que assumiu o Palmeiras, Gareca colecionou uma série de derrotas que chegou a levar o time à lanterna do Brasileirão. Ao todo, o técnico colecionou uma vitória, um empate e sete derrotas na Série A do Nacional, deixando o time na 16ª posição – uma acima da zona de rebaixamento –, com 17 pontos.

Na Copa do Brasil, Gareca ajudou o Palmeiras a se garantir nas oitavas de final com duas vitórias sobre o Avaí, mas, no duelo de ida da fase seguinte, foi derrotado pelo Atlético-MG por 1 a 0, no Pacaembu. A volta contra o Galo será nesta quinta-feira, em Belo Horizonte.

Copa Euroamericana

Gareca também comandou o Palmeiras na Copa Euroamericana, torneio amistoso que reuniu times da Europa e da América do Sul. Em um jogo único, o time alviverde bateu a Fiorentina por 2 a 1 e levantou a Taça Julinho Botelho – em homenagem ao ex-jogador que defendeu as duas equipes.

Contratação de estrangeiros

A passagem de Gareca pelo Palmeiras também ficou marcada pelo grande número de jogadores argentinos contratados pelo clube. Ao todo foram quatro estrangeiros que desembarcaram no clube após a chegada do treinador: Mouche, Allione, Cristaldo e Tobio.

Tite é o favorito, diz Alex Muller

Sem Gareca, a diretoria do Palmeiras agora corre atrás de um novo técnico que possa tirar o time da crise e garanti-lo na Série A em 2015, evitando assim um terceiro rebaixamento à segunda divisão em pleno ano de seu centenário. Segundo o jornalista Alex Muller, da BandNews FM e da Bradesco Esportes FM, o favorito da diretoria alviverde é Tite, sem clube desde que deixou o Corinthians.

Nos bastidores do Palmeiras, também se fala no nome de Dorival Júnior, também desempregado e que tem história no clube – inclusive, seu tio Dudu foi um dos grandes ídolos da história alviverde.

Loading...
Revisa el siguiente artículo