São Paulo muda o foco para a Sul-Americana

Por lyafichmann
Zagueiro Edson Silva quer time focado hoje | Leandro Martins/Futura Press Zagueiro Edson Silva quer time focado hoje | Leandro Martins/Futura Press

Em boa situação no Campeonato Brasileiro, onde é vice-líder com 32 pontos, o São Paulo muda o foco de atenção para a estreia na Copa Sul-Americana. A equipe está na disputa do torneio continental porque foi eliminado para o Bragantino na Copa do Brasil – no Morumbi, o time perdeu por 3 a 1.

Agora, na Sul-Americana, o Tricolor vai enfrentar outro rival “menor”: o Criciúma, às 20h, em Santa Catarina. Contudo, o discurso é de respeito. O adversário está em posição delicada no Brasileirão, na zona de rebaixamento. Mas não há ninguém no Morumbi que menospreze os catarinenses.

“Hoje em dia, camisa não ganha jogo. Temos de entrar e fazer por onde. O Bragantino soube jogar e teve mais garra que nós [no segundo jogo da Copa do Brasil]. Que aquilo fique de aprendizado. Não queríamos a eliminação, mas serviu de aprendizado para que isso não aconteça no futuro”, disse o zagueiro Edson Silva.

Também de olho na liderança do Campeonato Brasileiro – o time está sete pontos atrás do Cruzeiro –, o técnico Muricy Ramalho pode mandar time misto a campo nesta quinta-feira. Diferentemente da Copa do Brasil, o treinador pode contar com o atacante Alan Kardec.

Leia também
• Bahia surpreende o Inter e fica perto de avançar na Sul-Americana
• Mano reclama da arbitragem e vê falta em gol do Bragantino
• Apesar da derrota, Gareca ressalta equilíbrio do jogo

Ganso: ‘Tenho de trabalhar mais’

Ganso é um dos principais jogadores do Tricolor |  Thiago Bernardes/Frame/Folhapress Ganso é um dos principais jogadores do Tricolor | Thiago Bernardes/Frame/Folhapress

O meia Paulo Henrique Ganso tem sido um dos melhores jogadores do São Paulo nas últimas partidas. Por isso, não demoraram a surgir questionamentos sobre o que falta para o camisa 10 tricolor retornar à Seleção Brasileira. Ele ficou de fora da primeira convocação de Dunga para os amistosos contra Colômbia e Equador, dias 5 e 9 de setembro, respectivamente, nos EUA.

“Não tenho o que provar mais. Tenho que continuar fazendo meu trabalho no São Paulo que uma hora a oportunidade vai aparecer. Depois da Copa do Mundo de 2010, meu nome estava na lista. Não estava na de 2014, depois meu nome foi ficando fora. Tem muitas coisas para aconteceram nessa reformulação que o Dunga vai fazer”, disse ele, em entrevista ao “SporTV”.

Ganso afirmou também  que está na melhor fase da carreira desde que deixou o Santos, em setembro de 2012.

“Porque estou ajudando a levantar o São Paulo para o título. Não estou mais sentindo lesão e demonstrando o futebol que todo mundo quer ver”, explicou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo