Apesar da derrota, Gareca ressalta equilíbrio do jogo

Por fabiosaraiva
Gareca explicou a escolha por um time misto | Daniel Vorley/AGIF/Folhapress Gareca explicou a escolha por um time misto | Daniel Vorley/AGIF/Folhapress

O técnico Ricardo Gareca tentou explicar, em entrevista coletiva, a derrota do Palmeiras para o Atlético-MG por 1 a 0, na última quarta-feira, no estádio do Pacaembu, pelas oitavas definal da Copa do Brasil. O treinador ressaltou o equilíbrio do jogo e, apesar do resultado adverso, acredita que a vaga ainda está aberta.

“Foi um jogo palheiro, com chances no primeiro tempo. Tivemos a possibilidade de fazer 1 a 0, mas não foi possível. Temos de finalizar melhor. A decisão ainda está aberta”, disse o comandante, que também comentou sobre a escolha por uma equipe mista.

“Não priorizo o Campeonato Brasileiro. Esse jogo era a prioridade. O Tóbio, o Juninho e o Allione estão lesionados e o Leandro está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. A única alteração mesmo foi a do Mouche pelo Mazinho. Quis dar possibilidade a outros jogadores que estavam trabalhando duro”, afirmou.

O Palmeiras volta a campo neste sábado, às 18h30, quando enfrenta o Internacional, no estádio do Pacaembu, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.
No Pacaembu, Atlético-MG abre vantagem sobre o Palmeiras

Palmeiras saiu em desvantagem contra o Atlético-MG mesmo jogando em casa | Daniel Vorley/AGIF/Folhapress Palmeiras saiu em desvantagem contra o Atlético-MG mesmo jogando em casa | Daniel Vorley/AGIF/Folhapress

Com direito a um pênalti perdido pelo atacante Henrique, o Palmeiras frustou a festa pelo Centenário, perdeu para o Atlético-MG por 1 a 0 nesta quarta-feira, no Pacaembu e se complicou nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Com um time misto, devido ao mau momento do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras escapou de levar um placar elástico no primeiro tempo. Criticado pelas falhas nas últimas partidas, desta vez o goleiro Fábio fez três grandes defesas e garantiu a igualdade nos primeiros 45 minutos.

No último lance da primeira etapa, a equipe de Ricardo Gareca ainda teve a chance de abrir o placar em pênalti polêmico de Jemerson em Mazinho. Henrique foi pra cobrança e marcou, mas o árbitro alegou invasão da área e mandou voltar. Na sequência, o camisa 19 mudou de lado jogou pra fora.

No segundo tempo, o Palmeiras não conseguiu ameaçar o gol de Victor e ainda viu o time mineiro abrir o placar aos 25 minutos. Após cruzamento na medida de Dátolo, Luan, que havia acabado de entrar, mergulhou para decretar a vitória do Galo.

Na próxima quinta-feira, as equipes se enfrentam novamente, desta vez na Arena Independência, em Belo Horizonte. O Atlético-MG avança às quartas com um simples empate. Já o alviverde precisará pelo menos devolver o 1 a 0 para levar a decisão para os pênaltis.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo