Após a chegada de Luxemburgo, Flamengo está rindo à toa

Por Carolina Santos
Luxemburgo tirou o Flamengo da lanterna | Divulgação/Site Flamengo Luxemburgo tirou o Flamengo da lanterna | Divulgação/Site Flamengo

Há cinco rodadas, o Flamengo estava na lanterna do Campeonato Brasileiro. Há quatro, estava na zona de rebaixamento. Depois da vitória por 2 a 0 sobre o Criciúma, domingo, em Santa Catarina, o rubro-negro subiu para a 11ª posição e, embora o discurso de jogadores e comissão técnica seja de humildade, a torcida já pensa em G-4.

A arrancada aconteceu justamente depois da chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo à Gávea, em julho. Ele pegou o Flamengo na última posição e com apenas uma vitória em 11 jogos. Seu antecessor, Ney Franco, foi demitido após não conseguir vencer com o time após sete jogos.

Com Luxemburgo, já são cinco triunfos em seis partidas, um aproveitamento de 83%, melhor que o do líder Cruzeiro, que tem aproveitamento de 76,5% dos pontos disputados até agora no Brasileiro.

Com Luxa, o rubro-negro derrotou Botafogo, Coritiba, Sport, Atlético-MG e Criciúma. A única derrota foi para a Chapecoense, pela 13ª rodada. O time agora ocupa a 11ª colocação, com 22 pontos, a nove do Corinthians, primeiro time do G-4, e a cinco do Criciúma, primeira equipe na zona da degola.

O setor ofensivo também começou a funcionar. Quando Luxemburgo chegou à Gávea, o Flamengo tinha o pior ataque da competição, com apenas sete gols marcados em 11 jogos. O time marcou o mesmo número de gols sob o seu comando, em seis partidas.

Domingo, o Flamengo enfrenta o lanterna Vitória, às 18h30, no Barradão, pela 18ª rodada do Brasileiro.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo