Santos vence o Atlético-PR e se aproxima do G-4

Por Tercio Braga
Thiago Ribeiro (centro) e Leandro Damião (à dir.) marcaram os gols do Santos Luiz Fernando Menezes/Fotoarena/Folhapress Thiago Ribeiro (centro) e Leandro Damião (à dir.) marcaram os gols do Santos Luiz Fernando Menezes/Fotoarena/Folhapress

Depois de ser derrotado pelo Cruzeiro por 3 a 0, no último domingo, o Santos recebeu o Atlético-PR nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, e venceu por 2 a 0, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols do jogo foram anotados por Leandro Damião, na etapa inicial, e Thiago Ribeiro, no segundo tempo.

Com o resultado, a equipe paulista chegou aos 23 pontos e agora ocupa a sétima colocação do nacional.

O Peixe abriu o placar aos 44 minutos da primeira etapa. Cicinho acreditou na jogada pelo lado direito, ultrapassou pelo marcador e fez o cruzamento. Leandro Damião se antecipou a marcação e desviou para o gol. Foi o seu primeiro tento na competição.

Leia também
• Palmeiras perde para o Sport e vira lanterna do Brasileirão

Aos 21 minutos, o Alvinegro fez o segundo. Arocou abriu a jogada na esquerda para Mena, que fez o cruzamento. Thiago Ribeiro, livre, cabeceou e deu números finais ao jogo.

O Atlético teve uma grande chance aos 48, no último lance da partida. Marcelo tentou a jogada na grande área e foi derrubado por David Braz. O árbitro assinalou pênalti. Na cobrança, o próprio Marcelo chutou no travessão.

O Santos volta a campo neste domingo, às 16h, quando faz o clássico com o São Paulo, no estádio do Morumbi.

Botafogo perde e vê perigo do rebaixamento voltar

O Botafogo esperava que a vitória no clássico contra o Fluminense servisse para o time deslanchar, mas não foi isso que aconteceu. Contra o Figueirense, em Florianópolis, o clube da estrela solitária perdeu por 1 a 0 e viu a zona de rebaixamento voltar a se aproximar.

O gol da vitória catarinense saiu cedo, logo aos dois minutos de jogo. Após um bate-rebate Marcão aproveitou a sobra e tocou para Clayton, que estava livre no meio da área para fazer.

O Botafogo tentou reagir e pressionou o Furacão nos minutos seguintes. O time dominava a posse de bola, mas encontrava dificuldade para criar. O Figueirense voltou a se arrumar a não fosse o goleiro Jefferson poderia ter aumentado o placar.

O segundo tempo também começou movimentado, com o Figueira esperando um pouco mais a ação do Botafogo. O time da casa soube se defender bem e fechado, não deixou o Glorioso assustar muito. Nos minutos finais os cariocas ainda tiveram uma grande chance, mas Tiago Volpi fez grande defesa.

Com o resultado, o Figueirense ultrapassa o Botafogo e chega a 12ª posição com 17 pontos. O clube carioca está duas posições atrás com um ponto a menos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo