Presidente da Federação Italiana de Futebol é investigado por racismo

Por Nadia
Carlo Tavecchio disse que Pogba comia bananas antes de jogar na Lazio | Alessandro Bianchi/Reuters Carlo Tavecchio disse que Pogba comia bananas antes de jogar na Lazio | Alessandro Bianchi/Reuters

A Uefa abriu uma investigação disciplinar por suposto racismo do presidente da Federação Italiana de Futebol (FIGC) Carlo Tavecchio.

“Aqui temos ‘Opti Poba’ que antes estava comendo bananas e agora joga de titular na Lazio”, declarou Tavecchio no dia 25 de julho em um evento público.

O comentário, que parecia fazer referência ao meia francês Paul Pogba, da Juventus, provocou muita polêmica na Itália.

Nos últimos anos, a Uefa adotou uma política de tolerância zero para combater todas as formas de discriminação e racismo no futebol.

Eleito em 11 de agosto para comandar a FIGC, Tavecchio afirmou na segunda-feira que tem “a consciência tranquila” depois de ter sido atacado por sua declaração durante a campanha eleitoral.

“Adotei três filhos da África, dirijo uma cooperativa de tomates e construí um hospital lá”, recordou ao fim de seu primeiro conselho federativo em Roma.

Com a esperança de apagar a polêmica sobre o comentário, Tavecchio afirmou ter recebido “cartas de apoio da África escritas por médicos, religiosos e membros da sociedade civil”.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo