"Nossa Copa começa contra a Colômbia", diz Dunga

Por Tercio Braga
Dunga, ao lado do presidente da CBF, José Marin, durante o anúncio da convocação | Rafael Ribeiro/CBF Dunga, ao lado do presidente da CBF, José Marin, durante o anúncio da convocação | Rafael Ribeiro/CBF

Após a convocação da primeira lista oficial de Dunga em seu retorno a seleção brasileira, o técnico ressaltou que sua Copa do Mundo começa já no amistoso contra a Colômbia, que acontece dia 05 de setembro nos Estados Unidos. (Vote na enquete no fim do texto)

“A nossa Copa do Mundo começa no jogo contra a Colômbia. Os adversários vem forte e os jogadores estão muito bem. Nós temos capacidade, com o nosso talento, para buscar o resultado. É um novo trabalho e cada segundo, cada minuto, cada treino é muito importante”, declarou.

Leia mais
• Preferidos de Dunga comemoram convocação
• Fifa quer reduzir número de cidades-sede na Rússia
• Dunga faz primeira convocação da Seleção após a Copa

ELe ressaltou que seu foco será as eliminatórias para a Copa e paralelamente as Olímpiadas. Segundo o técnico, a ideia é integrar “aos poucos os novos jogadores. Primeiro de tudo tem que manter sua estrutura”.

Ele destacou também que quer ver “essa seleção vibrante e vencedora”, afirmando que “temos que trabalhar muito mais junto com a qualidade técnica”. Dunga destacou seu novo momento à frente da equipe.

“Essa é uma nova fase para todos nós. Iremos fazer um trabalho de renovação, estamos falando da seleção brasileira, temos jogadores de qualidade e iremos trabalhar muito”, disse o novo técnico.

Ao ser questionado sobre as mudanças na equipe, o gaúcho disse que “o leque da seleção abriu mais, mas jogadores que estiveram na seleção e não estão aqui estão com as portas abertas. Ninguém está fora da seleção”.

Sobre os jogadores que estão chegando agora ele disse que eles têm estrutura. “Não é porque teve um resultado negativo que tudo estava errado. Estamos escolhendo os jogadores que mais se adaptam a esse momento. Vamos trazer outros jogadores para ter outra visão, uma outra análise”.

Dunga também afirmou que é muito cedo “fechar” a equipe para a Copa. “Mais à frente, vamos definir essas opções e decidir o grupo. É muito cedo ainda para fechar o grupo”. O treinador também deu um alerta aos jogadores, dizendo que “você não vai ter muitas oportunidades na seleção, às vezes você tem apenas 45 minutos. Quando tiver a oportunidade, tem que mostrar sua capacidade e que é um jogador diferente. O jogador tem que vir pronto, pra dar sua contribuição e seu talento”.

Com esses jogadores o treinador inicia sua nova caminhada. Na primeira passagem, que começou em 2006 ele conquistou a Copa América de 2007 e a Copa das Confederações de 2009. Dunga também encerrou as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010 na primeira colocação. Porém, no Mundial, a atuação da equipe foi fraca e acabou sucumbindo à Holanda de Sneijder e Robben.

Com a perda na Copa, ele foi demitido após 60 partidas. Ao todo, Dunga acumula 42 vitórias, 12 empates e seis derrotas na seleção. Depois que deixou a equipe, ele dirigiu apenas um time: o Internacional, em 2013. Desde então, está sem trabalhar em nenhuma equipe. Amanhã também será apresentada a nova comissão técnica da equipe.

[poll id=”272″]

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo