Fifa quer reduzir número de cidades-sede na Rússia

Por lyafichmann
Para a Fifa, o futebol não pode ser usado como solução para os problemas políticos do planeta | Pilar Olivares/Reuters Fifa sofreu para organizar 12 sedes no Brasil e quer apenas 9 cidades em 2018 | Pilar Olivares/Reuters

Depois das dores de cabeça nos preparativos da Copa do Mundo no Brasil com 12 sedes, a Fifa sugeriu que a Rússia reduzisse de 11 para 9 o número de cidades que receberão jogos da próxima edição, em 2018.

“Recebemos uma recomendação da Fifa, para que a Copa do Mundo seja realizada em dez estádios e nove cidades, ao invés de doze estádios em 11 cidades, como era previsto”, revelou nesta quinta-feira o ministro dos Esportes da Rússia, Vitaly Moutchko à agência local Interfax.

Moutchko ainda explicou que estava disposto a visitar novamente todas as cidades-sedes junto com uma delegação da Fifa antes de tomar a decisão final.

“Tomaremos a nossa decisão de acordo com o nível de progressão dos preparativos de cada cidade”, completou o ministro.

O custo dos preparativos para a Copa de 2018 foi avaliado em 20 bilhões de dólares, com a construção de seis estádios novos e a renovação de outro, em Ekaterinburgo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo