Corinthians quer mostrar que "nem STJD tem certeza da agressão"

Por Carolina Santos
O Corinthians ainda pode tentar a redução pela metade da punição ou até a absolvição de Petros | Mauro Horita/AGIF/Folhapress O Corinthians ainda pode tentar a redução pela metade da punição ou até a absolvição de Petros | Mauro Horita/AGIF/Folhapress

O Corinthians tentará utilizar o apertado placar da votação que culminou com a punição do meia Petros por 180 dias para reverter a situação. De acordo com o advogado João Zanforlin, a decisão tomada por 3 votos a 2 mostra “que nem o Tribunal tem a certeza da agressão”.

“Quando se tem uma decisão por 3 a 2 no pleito, fica claro que nem o Tribunal tem certeza de que houve agressão. Vamos tentar mostrar isso”, disse ele logo após o julgamento, na sede do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), no Rio de Janeiro.

Segundo Zanforlin, o clube só vai esperar a chegada do acórdão para entrar com recurso e pedir o efeito suspensivo da decisão. A medida deve ser tomada até quinta-feira, o que pode impossibilitar Petros de enfrentar o Goiás, pelo Campeonato Brasileiro, no mesmo dia.

Leia também:
Corintiano Petros pega gancho de 180 dias por agressão

“No mais tardar devo entrar com o pedido até quinta-feira, mas acho difícil o Corinthians o utilizar, porque isso não depende do jurídico do clube. Depende do relator do caso que vai fazer o acórdão”, completou. Até lá, segue valendo a decisão de suspensão do jogador.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo