São Paulo derrota Palmeiras com gol do ex-palmeirense Kardec

Por fabiosaraiva
Alan Kardec comemora seu gol contra o Palmeiras | Wagner Carmo/Folhapress Alan Kardec comemora seu gol contra o Palmeiras | Wagner Carmo/Folhapress

No retorno de Valdívia, quem brilhou foi Alan Kardec! No clássico paulista da 15ª rodada, o São Paulo derrotou o Palmeiras por 2 a 1, no Pacaembu, neste domingo, com um gol decisivo do ex-palmeirense no final do jogo. O outro gol tricolor foi feito por Pato. Henrique, de pênalti, descontou.

O resultado deixou o clube do Morumbi na quinta posição, com 26 pontos conquistados, enquanto o Alviverde segue em mau momento e é apenas o 16º colocado, com 14.

Retornando à equipe do Palmeiras, Valdivia teve a primeira chance no jogo. Aos oito minutos, o chileno cobrou falta e mandou para fora. Seis minutos depois, o jogador sentiu uma lesão e deixou o gramado. O São Paulo respondeu aos 26, também em cobrança de falta, mas sem muito perigo. Rogério Ceni bateu e a bola ficou na barreira. Na sobra, Ganso finalizou para fora.

A partir daí o jogo foi de poucas emoções no Pacaembu, com muita disputa no meio de campo.

Se o primeiro foi ruim, o mesmo não se pode dizer do segundo. Logo aos oito minutos, Alexandre Pato abriu o placar para o Tricolor. O goleiro Fábio saiu jogando errado com os pés e a bola ficou com Ganso, que viu o camisa 11 e fez o passe. Pato só escolheu o canto e finalizou, sem chances para o palmeirense.

O gol acordou o Palmeiras, que tentou aos dez minutos. Henrique recebeu na grande área, driblou o defensor, mas, na hora de finalizar, foi travado. O São Paulo respondeu com dois lances perigosos. No minuto seguinte, Kaká foi lançado pelo lado esquerdo bateu cruzado. Fábio fez a defesa. Na sequência, Ganso tocou para Kardec, que invadiu a área e finalizou à direita da meta palmeirense.

O Alviverde chegou ao empate aos 15. Em cobrança de pênalti, Henrique, com paradinha, deslocou o goleiro Rogério Ceni e deixou tudo igual. Aos seis minutos depois, Renato finalizou de fora da área e o camisa 1 tricolor defendeu em dois tempos.

O Palmeiras teve chance de matar o jogo aos 42 minutos. Leandro serviu a bola na grande área para Henrique, que, livre, furou. Azar do Verdão, que sofreu o segundo um minuto depois. O ex-palmeirense Alan Kardec aproveitou cruzamento de Alvaro Pereira e mandou de cabeça para o fundo das redes adversárias, para dar números finais ao duelo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo