Inter vence o Grêmio na volta de Felipão e fica mais perto do Cruzeiro

Por Tercio Braga
A vitória deixou o Inter apenas dois pontos atrás do líder Cruzeiro | Alexandre Lops/Divulgação A vitória deixou o Inter apenas dois pontos atrás do líder Cruzeiro | Alexandre Lops/Divulgação

Poucas torcidas estão mais felizes que os colorados neste domingo. No primeiro Gre-Nal do novo Beira-Rio, reformado para a Copa do Mundo, o Inter venceu o Grêmio por 2 a 0, pela 14ª rodada do Brasileirão, e assumiu a vice-liderança. De quebra, o time de Abel Braga frustra a reestreia do técnico do Felipão no rival.

O triunfo ainda diminuiu a vantagem gremista no retrospecto entre os treinadores em Gre-Nais. Agora, em quatro duelos, o Felipão tem duas vitórias, contra uma de Abel.

O resultado deixa o Inter bem perto do líder Cruzeiro. O time agora tem 28 pontos, só dois atrás da Raposa. Já o Grêmio, que sofreu a terceira derrota seguida, é o 11º, com 19 pontos.

Leia também
• Corinthians supera o Santos e encosta no líder Cruzeiro

O clássico foi bem movimentado desde o início, mas o placar só foi mexido aos 15 minutos do segundo tempo. Fabrício cruzou da esquerda e Aránguiz subiu para concluir de cabeça.

O Grêmio tentou reagir, mas acabou abrindo espaço para o rival ampliar em contra-ataque. Aos 38, veio o golpe final. D’Alessandro recebeu e lançou Cláudio Winck, que driblou Pará e finalizou no canto. O resto foi só festa colorada no Beira-Rio.

A notícia triste veio de fora do estádio. Antes de a bola rolar, torcedores dos dois times brigaram perto do ginásio Gigantinho. A polícia foi acionada e dispersou os brigões, mas teve que escoltar os gremistas até a entrada do Beira-Rio.

Atlético-PR triunfa e se aproxima do G-4

Em um jogo sem torcedores, já que o Atlético-PR cumpre punição, o Furacão conseguiu vencer o Botafogo por 2 a 0 e se aproximou do G4 do Brasileirão.

Sob pressão, o Botafogo contou com a estreia do peruano Ramírez, que veio do Corinthians, e ele tentou comandar o meio campo carioca, mas encontrou bastante dificuldade pela falta de entrosamento.

A primeira chance clara de gol aconteceu aos 23 minutos e foi do Atlético-PR. Cléo cabeceou e obrigou Jefferson a praticar grande defesa. O jogo esfriou um pouco até o Furacão abrir o placar com o mesmo Cléo, que desta vez conseguiu vencer o goleiro carioca em outra jogada de cabeça.

Na segunda etapa o Botafogo partiu para cima, mas desordenado, não conseguiu criar muito. O time ainda perdeu o atacante Sheik e o zagueiro Dória para o clássico contra o Fluminense, pois eles tomaram o terceiro cartão amarelo.

E se aproveitando de um contra-ataque o Furacão matou o jogo já nos acréscimos. Douglas Coutinho, que entrou no lugar de Cléo, foi lançado, entrou na área e conseguiu driblar o goleiro antes de tocar para às redes.

Agora o Atlético-PR está em quinto lugar, com 22 pontos. O Botafogo é o primeiro fora da zona de rebaixamento com 13.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo