Valdivia sobre Palmeiras: "volto com a mesma motivação"

Por Carolina Santos
Valdíva na coletiva após o treino do Palmeiras | Luis Moura/Folhapress Valdívia na coletiva após o treino do Palmeiras | Luis Moura/Folhapress

Valdivia está oficialmente de volta ao Palmeiras. Depois de ver a negociação com o Al Fujairah naufragada, o meia não acredita que seu retorno ao time alviverde vai causar algum transtorno.

“Não vejo porque teria clima ruim para ficar no Palmeiras. Estava tudo certo, não tinha a mínima dúvida que eu não seria mais jogador do Palmeiras. Agora eu volto com a mesma motivação que sempre tive aqui”, disse em entrevista coletiva.

O meia chileno acusa apenas o time árabe pela negociação ter dado errado. “O que foi passado era que poderia me apresentar no dia 5, na Alemanha, após 10 dias de férias. Assinei contrato na Alemanha e estava tudo certo. Peguei os dias de férias que o clube me deu e, quando voltei, fiquei sabendo que tudo tinha sido cancelado porque não tinha acertado os valores. O que é mentira, tenho documento que comprova o que eu assinei, com assinatura do sheik, carimbo do clube”, explicou.

Leia também:
•Santos oficializa a volta de Robinho à Vila Belmiro

Valdivia aproveitou para esclarecer que não sumiu do Palmeiras após a negociação ter dado errado. “A partir do momento que saí, não recebi mais salário do Palmeiras, não era mais jogador do clube. Só recebi até dia 12 de julho. Eu não sumi. Estava na Disney, com a minha família. Se tivesse sumido, a minha mulher não postaria fotos”, argumentou.

O Palmeiras aceitou a proposta por Valdivia do Fujairah, dos Emirados Árabes, de 5,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 16,5 milhões). O time árabe aceitou até pagar a multa de 2 milhões de euros que constava em contrato caso os brasileiros vendessem o atleta para algum time árabe.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo