Suspeito de roubar ficha de Schumacher se enforca na cela

Por Tercio Braga
Schumacher ficou quatro meses em coma após um acidente de esqui no dia 29 de dezembro de 2013 | Mark Thompson/Getty Images Schumacher ficou quatro meses em coma após um acidente de esqui no dia 29 de dezembro de 2013 | Mark Thompson/Getty Images

O suspeito de ter roubado a ficha médica de Michael Schumacher se enforcou em sua cela, em um presídio de Zurique, na Suíça, informou o Ministério de Justiça do país nesta quarta-feira.

O homem, cuja identidade não foi revelada, trabalhava na empresa suíça que fez o transporte de helicóptero do heptacampeão mundial de Fórmula 1 entre o hospital de Grenoble, na França, e a clínica hospitalar em Lausanne, na Suíça.

Em julho, um homem que se identificava como “Kagemusha” ofereceu para jornais alemães e franceses documentos médicos de Schumacher. Ele queria cerca de 60 mil francos suíços (R$ 150 mil) para repassar a ficha médica.

Os jornais, então, avisaram a família de Schumacher e a polícia francesa começou a rastrear o IP do computador utilizado para enviar as mensagens. Ainda no mês de julho, os policiais detectaram o computador e prenderam um suspeito.

O ex-piloto de F-1 sofreu um acidente de esqui no dia 29 de dezembro de 2013. Ele passou quatro meses em coma e, em junho, foi transferido para uma clínica hospitalar que fica mais próxima à casa da família.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo