STF autoriza a saída de Raymond Whelan da cadeia

Por Tercio Braga
Ray Whelan (à esq.) é suspeito de ser o líder do esquema de venda ilegal de ingressos | Stringer/Reuters Ray Whelan (à esq.) é suspeito de ser o líder do esquema de venda ilegal de ingressos | Stringer/Reuters

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, determinou a libertação do executivo da Match Services, Raymond Whelan. O inglês é suspeito de integrar uma máfia internacional de venda ilegal de ingressos da Copa do Mundo.

Whelan estava preso desde o dia 14 de julho no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro. Ele apelou ao STF após o Tribunal de Justiça do Rio e o Superior Tribunal de Justiça negarem os pedidos de liberdade feitos pelo inglês.

Ao STF, a defesa do executivo argumentou que houve constragimento ilegal, pois o mundial já acabou. A Match foi a única empresa autorizada pela Fifa a vender pacotes de ingressos e camarotes da Copa no Brasil.

Whelan é suspeito de ter facilitado a obtenção dos ingressos por parte de criminosos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo