De virada, Santos vence por 3 a 2 e garante vaga na final

Por Caio Cuccino Teixeira
Cídero fez o primeiro gol da partida | Adriano Vizoni/Folhapress Cícero fez o primeiro gol da partida aos 22 minutos do primeiro tempo| Adriano Vizoni/Folhapress

O Santos passou sufoco, mas venceu o Penapolense por 3 a 2 neste domingo, na Vila Belmiro, e garantiu vaga na sexta final consecutiva do Campeonato Paulista. Os méritos da classificação podem ser dados ao técnico Oswaldo de Oliveira que mexeu duas vezes no segundo tempo e, os jogadores que entraram, na primeira bola dominada, foram fundamentais para a virada do placar.

O Peixe agora aguarda pelo vencedor do duelo entre Palmeiras e Ituano para saber quem enfrentará na decisão.

Jogando em casa, com a Vila Belmiro lotada, o Santos tomou a iniciativa da partida e abriu o marcador aos 22 do primeiro tempo com Cícero, em chute que desviou na defesa e enganou o goleiro do Penapolense. Os visitantes não se intimidaram e deixaram tudo igual três minutos depois em pênalti polêmico. Guaru bateu e fez.

Dez minutos depois, o Penapolense aproveitou um vacilo da defesa do Peixe para virar. Aranha bateu cabeça com Neto e a bola sobrou com o gol livre para Douglas Tanque, que só empurrou para as redes.

Na etapa final, Oswaldo de Oliveira trocou Gabriel por Rildo. Na primeira jogada, o atacante cruzou da esquerda e Leandro Damião deixou tudo igual aos 16 minutos do segundo tempo. Aos 41, Stéfano Yuri entrou na vaga de Damião e, na primeira bola que recebeu, marcou o terceiro do Santos e garantiu a vaga na decisão.

Antes da decisão do Paulista, o Santos viaja para Cuiabá, onde enfrentará o Mixto, quarta-feira, pela Copa do Brasil.  Penapolense e Ituano, por terem feito as melhores campanhas do Estadual, garantiram vaga na Série D do Brasileiro.

Guilherme Dionizio/Folhapress Stéfano Yuri marcou o gol da vitória e garantiu o Santos na sexta final consecutiva do Campeonato Paulista | Guilherme Dionizio/Folhapress
Loading...
Revisa el siguiente artículo