Antes de matar namorada, Pistorius encomendou armas

Por Tercio Braga
Oscar Pistorius durante o julgamento pela morte da namorada | Kevin Sutherland/Reuters Oscar Pistorius durante o julgamento pela morte da namorada | Kevin Sutherland/Reuters

Oscar Pistorius havia encomendado de um revendedor seis armas de fogo antes de matar sua namorada, uma quantidade superior à autorizada pela lei sul-africana, indicou esta segunda-feira uma das testemunhas no julgamento do atleta.

Sean Rens, que venderia estas armas ao atleta, também confirmou que Pistorius conhecia as leis relacionadas às armas, e que certa vez desembainhou uma arma de fogo porque pensou, ao ouvir o ruído da máquina de lavar, que havia um intruso em sua casa.

Segundo Rens, entre as seis armas havia um revolver Smith & Wesson 500, descrito por seu fabricante como o mais potente do mundo. Também havia três pistolas, outro revolver e um fuzil.

“A transação foi cancelada um mês depois dos acontecimentos”, disse Rens.

As leis sul-africanas proíbem os não colecionadores de ter mais de quatro armas de fogo.

Além de ser acusado da morte de sua namorada, Reeva Steenkamp, em 2013, Pistorius é acusado de possuir armas ilegalmente.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo