Confira o que mudou na Fórmula 1 para a temporada 2014

Por Tercio Braga

calendario-f1A Fórmula 1 desta temporada imita o trânsito: para tentar diminuir manobras arriscadas (e barbeiragens) nas pistas, haverá um sistema de penalização. É a Super Licença de motorista por faltas na pista. Assim, um piloto poderá acumular pontos em função de infrações leves, médias e graves. Quem atingir 12 pontos ficará suspenso do GP seguinte. Os pontos permanecerão na carteira de motorista por 12 meses.

Leia também
• F-1 vê a maior revolução de sua história
• Massa e Williams correm atrás do renascimento

Os treinos classificatórios continuam a ser divididos em três partes, aos sábados. Mas, para evitar que os pilotos poupassem os pneus (e tirassem o pé na briga pela pole) foram feitas mudanças. A partir de agora, o pneu para começar a corrida será o utilizado na segunda parte das sessões, conhecida como Q2. Na primeira fase, o Q1 será reduzido de 20 para 18 minutos, enquanto o Q3, que define o pole-position, passará de 10 para 12 minutos. No final do ano, o piloto que cravar mais poles ganhará um troféu. Às sextas-feiras, para incentivar que os carros entrem mais cedo na pista, os pilotos terão direito a um conjunto extra de pneus. Os treinos classificatórios continuam a ser divididos em três partes, aos sábados. Mas, para evitar que os pilotos poupassem os pneus (e tirassem o pé na briga pela pole) foram feitas mudanças. A partir de agora, o pneu para começar a corrida será o utilizado na segunda parte das sessões, conhecida como Q2. Na primeira fase, o Q1 será reduzido de 20 para 18 minutos, enquanto o Q3, que define o pole-position, passará de 10 para 12 minutos. No final do ano, o piloto que cravar mais poles ganhará um troféu. Às sextas-feiras, para incentivar que os carros entrem mais cedo na pista, os pilotos terão direito a um conjunto extra de pneus.

Vale o dobro

Sebastian Vettel disse ao Metro Jornal que detestou a novidade. Jenson Button também não gostou. Mas, não adiantou: a partir deste ano, a última corrida da temporada – que em 2014 será o GP de Abu Dhabi, dia 23 de novembro – terá pontos com peso dobrado. Ou seja, o vencedor da corrida receberá 50 pontos, em vez dos habituais 25, o vice-campeão 36 em vez de 18 e assim por diante.

Novas escalas

Do GP da Austrália, domingo, até o GP de Abu Dhabi, em novembro, serão 19 corridas pelos quatro cantos do planeta. Mas, há alterações no calendário da Fórmula 1: saem os GPs da Coreia e Índia, estreia o da Rússia, em um autódromo novinho em folha, em Sochi (onde foram disputadas as Olimpíadas de Inverno deste ano);  volta o da Áustria, em Spielberg, fora do calendário desde 2003 e que retorna com traçado refeito.

Loading...
Revisa el siguiente artículo