Futuro do Corinthians no Paulistão está nos pés do São Paulo

Por Caio Cuccino Teixeira
Mano Menezes está de volta ao Corinthians | Rodrigo Coca/Fotoarena/Folhapress Mano Menezes não crê em má fé do São Paulo | Rodrigo Coca/Fotoarena/Folhapress

Mais uma vez o futuro do Corinthians no Campeonato Paulista está nos pés do São Paulo. A derrota para o rival – por 3 a 2, no Pacaembu, pela 13ª rodada da competição, deixou o clube alvinegro em situação delicada na competição. Em terceiro lugar no Grupo B com 20 pontos, o Timão não depende apenas de seus próprios resultados para se classificar para as quartas de final.

Além de vencer os dois jogos que restam na primeira fase (Penapolense, domingo, fora de casa, e Atlético Sorocaba, dia 23, no Pacaembu), o Corinthians tem de torcer por um tropeço do Ituano. E é aí que o Tricolor entra na história.

Vice-líder do Grupo B com 22 pontos, a equipe de Itu é o próximo rival do São Paulo no torneio. Os times se enfrentam domingo, no Morumbi. Na última rodada, o Ituano recebe o Penapolense no Novelli Júnior.

Ciente de que pode prejudicar o rival, o São Paulo descarta “entregar” a partida, embora já esteja classificado para a próxima fase e não tenha nada a perder no duelo. Da mesma forma, os corintianos acreditam na boa fé são-paulina.

Muricy nega que time vai facilitar | Luis Moura/Folhapress Muricy nega que time vai facilitar | Luis Moura/Folhapress

“Você não pode prejudicar a si mesmo para prejudicar um rival. Tenho certeza de que não vai acontecer”, afirmou o técnico do Timão, Mano Menezes.

Baixas

Corinthians e São Paulo confirmaram nesta segunda-feira que o atacante Paolo Guerrero e o volante Souza serão desfalques certos nas próximas partidas. Ambos se lesionaram durante o clássico.

O peruano rompeu o músculo posterior da coxa esquerda e para por um mês. Souza teve um estiramento no ligamento colateral medial do joelho direito e ficará três semanas de molho.

Casos polêmicos – Relembre casos suspeitos de “entregadas” e outros que a torcida pediu para que a equipe tirasse o pé:

• Março de 2004. O São Paulo venceu o Juventus por 2 a 1 e salvou o Corinthians do rebaixamento no Campeonato Paulista. Os gols foram marcados por Grafite, que virou “vilão”.

• Novembro de 2009. O Flamengo liderava o Brasileirão, seguido por Internacional, Palmeiras e São Paulo. Na penúltima rodada, o rubro-negro venceu o Corinthians por 2 a 0 e ficou perto da taça. Um lance chamou a atenção: o goleiro Felipe, hoje no Flamengo, não se mexeu no pênalti convertido por Leo Moura.

• Novembro de 2010. O São Paulo perdeu por 4 a 1 para o Fluminense, principal adversário do Corinthians na briga pelo título do Brasileiro, na antepenúltima rodada. No mesmo dia, o Timão empatou com o Vitória e perdeu a liderança.

• Novembro de 2010. A torcida do Palmeiras pediu para que o goleiro Deola “facilitasse” a vida do Fluminense na penúltima rodada do Brasileirão. Tudo para que o Corinthians não fosse campeão. Ele fechou o gol, mas a torcida alviverde saiu feliz: o Flu venceu por 2 a 1.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo