Schumacher segue na fase de despertar do coma

Por Tercio Braga
Schumacher está internado em coma induzido desde o dia 29 de dezembro em um hospital de Grenoble, na França | Mark Thompson/Getty Images Schumacher está internado em coma induzido desde o dia 29 de dezembro em um hospital de Grenoble, na França | Mark Thompson/Getty Images

Michael Schumacher ainda está na fase de despertar progressivo do coma induzido pela equipe médica do hospital de Grenoble, na França, onde foi internado depois que sofreu um grave acidente de esqui, no fim de dezembro. “A situação não mudou. Qualquer informação não confirmada pela equipe médico ou pelo empresário de Michael não é válida”, afirmou Sabine Kehm, porta-voz do hexacampeão mundial de Fórmula 1.

Leia também
• Williams apresenta pintura ‘retrô’ e novo patrocinador para 2014

O jornal italiano “La Gazzetta dello Sport” informou que Schumacher “respira de maneira autônoma”, sem a ajuda de aparelhos, e “escuta vozes amigas”.

Além da visita da mulher e dos filhos, o jornal, que não cita fontes, afirma que o hexacampeão de Fórmula 1 recebe regularmente as visitas do presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), Jean Todt, e do diretor técnico da escuderia Ferrari entre 1997 e 2006, Ross Brawn, que o faz escutar “gravações de áudio de grandes prêmios de F-1”.

A fase de despertar progressivo do coma induzido foi anunciada em 30 de janeiro e consiste em diminuir a sedação administrada ao alemão.

Em 29 de dezembro, Schumacher, de 45 anos, sofreu uma queda quando esquiava com o filho e alguns amigos na estação alpina de Meribel, na França, e bateu com a cabeça em uma rocha.

Loading...
Revisa el siguiente artículo