Arouca fala em vídeo sobre racismo; estádio é interditado

Por Tercio Braga
Arouca fala sobre racismo | Reprodução Arouca fala sobre racismo | Reprodução

O Santos divulgou um vídeo com uma declaração do volante Arouca, que falou sobre as ofensas racistas da torcida do Mogi Mirim, durante a vitória do santista, na cidade do interior, nesta quinta-feira, pelo Campeonato Paulista. O jogador classificou o episódio como “muito triste”. Assista.

Estádio interditado

Os atos de racismo da torcida do Mogi Mirim contra Arouca na vitória do Santos por 5 a 2 fez com que a Federação Paulista de Futebol (FPF) emitisse um comunicado na tarde desta sexta-feira.

Leia mais
• ‘Foi o estopim’, diz árbitro vítima de preconceito racial
• ‘Ser humano tem muito a evoluir’, diz Arouca após insultos racistas

O problema ocorrido no jogo será analisado pelo Tribunal de Justiça Desportiva do estado, mas o estádio do Mogi Mirim está interditado para os próximos jogos.

O julgamento será no dia 17 e, independentemente do resultado, o Mogi Mirim não poderá realizar em seu estádio o duelo que tem marcado para o dia 18, contra o Paulista, em que é mandante.

“De nossa parte, faremos o possível para que mais este caso de desrespeito ao próximo e ao ser humano de um modo geral, não fique impune, já que temos elementos para tal através do nosso Tribunal de Justiça Desportiva, que prevê punição ao clube mandante com multa e até perda do mando de campo”, diz trecho da nota da FPF.

Arouca foi chamado de “macaco” em Mogi Mirim. O volante foi o autor do quarto gol na vitória santista. Segundo as rádios, o grito teria partido de três torcedores que estavam nas arquibancadas do estádio em Mogi. A ofensa aconteceu quando o volante dava entrevista após a vitória. Ele ameaçou acionar a Polícia Militar, mas recuou.

Confira os melhores momentos do jogo

Loading...
Revisa el siguiente artículo